quinta-feira, 30 de abril de 2009

CPI Vergonha Zero

JUNIÃO - DIÁRIO DO POVO - SÃO PAULO-SP
Senadores também usaram a cota de passagens aéreas para viajar ao exterior. Registros parciais das companhias aéreas aos quais o Congresso em Foco teve acesso mostram 12 viagens internacionais, sendo sete de ida e volta, para Buenos Aires, na Argentina, e Montevidéu, no Uruguai. Os 19 voos saíram da cota de quatro senadores e beneficiaram parentes e pessoas que não trabalham para os parlamentares.

http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/04/30/senadores+tambem+usaram+cota+para+voos+ao+exterior+5847044.html

Que baixo clero que nada, no Congresso, a pouca vergonha com o dinheiro público é dos ex do clero, do alto clero, clero do meio, do lado, da esquerda, da direita, etc. São uns safados, sem vergonha. "Baixo clero" é a expressão criada no tempo do deputado Ulysses Guimarães, um dos líderes do processo de redemocratização do país, para definir o poder dos deputados de pouca expressão movidos principalmente por interesses paroquiais ou pessoais. É um desrespeito, desses políticos corruptos ladrões, lesa-pátria, egoístas, imorais, folgados, medíocres, beócios, ignorantes, oportunistas, interesseiros,e o brasileiro continua a ser um povo ignorante, burro, despolitizado, alienado, uns idiotas úteis. Punam esses políticos, e os façam devolver o dinheiro aos cofres públicos. Deviam é pedir uma CPI, chamada Vergonha Zero,e uma Cadeia Já.Tô revoltada com esses Efes da Pê...

terça-feira, 28 de abril de 2009

Gripe espanhola e a suína


A pandemia de gripe de 1918-1919 matou mais pessoas do que a I Guerra Mundial ,algo entre 20 a 40 milhões de pessoas. Tem sido citada como a mais devastadora epidemia registada na história mundial. Mais pessoas morreram de gripe em um único ano do que nos quatro anos do Black Death , a Peste Negra(peste bubónica 1347-1351). Conhecida como "Gripe Espanhola" ou "La gripe" da influenza de 1918-1919 foi um desastre global.
Os americanos tinham aderido na luta, levando os aliados mais próximos para a vitória contra os alemães.Dentro da trincheiras estes homens viviam em péssimas condições de vida. Então, em diversas regiões do mundo, algo que parecia benigno apareceu como um resfriado comum. A gripe foi no entanto, muito mais do que um resfriado. Nos dois anos que este flagelo devastou a terra, um quinto da população mundial estava infectada. A gripe foi a mais mortal para as pessoas idades de 20 a 40 anos. Este padrão de morbidade foi incomum para a gripe, que geralmente é um assassino de idosos e crianças jovens . Estima-se que 675.000 americanos morreram de gripe durante a pandemia, dez vezes mais que o mundo em guerra. Entre os soldados Americanos que morreram na Europa, metade deles caíram para o vírus da gripe e não para o inimigo . Estima-se que 43.000 militares mobilizados morreram de gripe (Crosby). 1918 iria ser inesquecível, como anos de sofrimento e de morte , como se observa na Revista da Associação Médica Americana edição final de 1918:
" um ano do fim da mais cruel guerra nos anais da raça humana; um ano que marcou, ao final, pelo menos por um tempo, do homem destruindo o homem, infelizmente, um ano em que se desenvolveu uma das doenças infecciosas mais mortais que causou a morte de centenas de milhares de seres humanos.A ciência médica nos quatro anos e meio foi dedicada a colocar os homens na linha de fogo e mantê-los lá. Agora ela deve rodar com todo seu poder para o combate ao maior inimigo de todos: As doenças infecciosas ", (28/12/1918).
O efeito da epidemia de Gripe foi tão severa que a média de vida nos os E.U.A estava diminuído em 10 anos. O vírus da influenza tinha uma profunda virulência, com uma mortalidade de 2,5% em comparação com a gripe de epidemias anteriores, que foram inferiores a 0,1%. A taxa de mortalidade na faixa etária de 15 a 34 anos de idade da gripe e a pneumonia associada eram 20 vezes maior em 1918 do que em anos anteriores (Taubenberger). Pessoas foram atingidas com a doença na rua e tinham mortes em curto espaço de tempo.Histórias que se encontravam em seu trabalho e de repente o desenvolveram um estado gripal e morreram dentro de horas (Henig). Um médico escreve que os pacientes com gripe tinham aparentemente um bom estado geral e rapidamente "desenvolviam o tipo mais viscoso de uma pneumonia como nunca foi visto" e, mais tarde, começava a aparecer insuficiência respiratória grave com cianose nos pacientes ", era simplesmente uma luta por ar, até que o paciente sufoca,e não mais resiste" (GRIST, 1979). Outro médico lembra que a gripe nos pacientes :" Ele morreu lutando para limpar suas vias aéreas de um sangue-tingido de espuma que por vezes saía pelo seu nariz e boca," (Starr, 1976). Os médicos da época eram impotentes contra este poderoso agente da gripe. Em 1918 as crianças pulavam corda e cantavam assim:Eu tinha um passarinho,Seu nome era Enza.Eu abri a janela,E in-flu-Enza.
A pandemia de gripe circulava pelo globo. A maioria da humanidade sentiu os efeitos desta estirpe do vírus da gripe. Espalhou-se seguindo o caminho dos seus portadores humanos, através das rotas comerciais e marítimas. Surtos apareceram através da América do Norte, Europa, Ásia, África, Brasil e no Pacífico Sul (Taubenberger). Na Índia, a taxa de mortalidade era extremamente elevada em cerca de 50 mortes por gripe a partir de 1000 pessoas (Brown). A Grande Guerra, com os seus movimentos de homens e exércitos a bordo dos navios, provavelmente auxiliou a sua rápida propagação. As origens da doença mortal foram amplamente discutidas e houve várias especulações :
A) Alguns dos aliados pensavam que a epidemia era um instrumento de guerra biológica dos alemães.B)Muitos pensaram que era um resultado da trincheira na guerra, a utilização de mostarda e gases gerados a "fumaça " da guerra.C) Um estudo tentou provar que a doença tinha sido tão devastadora em certas regiões ,e começaram a correlacioná-la com o clima, as condições meteorológicas e com a composição racial das cidades. Encontraram umidade a ser relacionada com epidemias mais graves, uma vez que "favorece a disseminação da bactéria," (Comissão da Atmosfera e Man, 1923).
O nome da Gripe Espanhola chegou em função dos anos grande de aflição e mortalidade na Espanha (BMJ, 19/10/1918), onde alegadamente matou 8 milhões em maio (BMJ, 13/07/1918). No entanto, uma primeira onda de gripe apareceu no início da Primavera de 1918 em Kansas e em acampamentos militares em todo os E.U.A. Poucos notaram a epidemia no meio da guerra. Não houve praticamente nenhuma resposta ou aviso em Março e Abril aos acampamentos dos militares. É lamentável que não foram tomadas medidas para se preparar para a habitual recrudescência da cepa virulenta da gripe no inverno. A falta de ação mais tarde foi criticada quando a epidemia não pode ser ignorada, no Inverno de 1918 (BMJ, 1918). Estas primeiras epidemias que ocorreram nos acampamentos militares foi um sinal de que a mesma chegaria em maior magnitude no outono e inverno de 1918 para todo o mundo.
A guerra trouxe o vírus de volta para os E.U.A, agora para uma segunda onda da epidemia. Ela primeiro chegou em Boston em setembro de 1918 através do porto ocupado com a guerra,onde haviam embarques de máquinas e suprimentos. A nação estava mobilizada para juntar as forças militares para o combate na guerra. Com os soldados provenientes de várias regiões dos EUA trouxeram juntos os vírus e contaminou aqueles que tiveram contatos . O vírus matou quase 200 mil, em outubro de 1918 . Em 11 de nov. De 1918 o fim da guerra permitiu um ressurgimento. À medida que as pessoas celebravam o Dia do Armistício com desfiles ,era um completo desastre de saúde pública a partir do ponto de vista epidemiológico,já que o contato mais próximo facilitava a propagação da doença e um novo renascimento da epidemia ocorreu em algumas cidades. A gripe no inverno foi mais além , milhões de pessoas foram infectadas e milhares morreram.
A pandemia afetou a todos. Com um quarto de todo E.U.A e um quinto de todo o mundo infectado com a gripe, foi impossível escapar da doença. Mesmo o presidente Wilson sofreu com a gripe no início de 1919, enquanto havia a negociação do tratado de Versalhes crucial para terminar a Primeira Guerra Mundial (Tice). Aqueles que tinham sorte o suficiente para evitar a infecção teve de lidar com as leis de saúde pública para restringir a propagação da doença.
A) Os departamentos de saúde pública distribuiu gaze, máscaras para ser usado em público.B)Lojas não podiam demorar no atendimento,C)funerais foram limitados a 15 minutos.
Aqueles que ignoravam a gripe e os decretos em função da mesma ,tinham de pagar multas aplicadas .
Além da falta de trabalhadores da saúde e de suprimentos médicos, havia falta de caixões,mortalhas, etc. As condições em 1918 não foram tão longe da peste negra na época da peste bubónica da Idade Média.
Tradução do originalThe Influenza Pandemic of 1918
O que há em comum com a Gripe Suína ? Os vírus da gripe sofrem mutação contínua no porco, tal como acontece nas aves e no ser humano. Vão sofrendo diferentes combinações genéticas, por vezes, ainda não estudadas pela ciência e, por isso, a resposta medicamentosa e preventiva pode demorar.
Diferente somente a ausência da Guerra, e a cepa viral atual pode ser mais agressiva (a vacina existente para humanos é para um tipo anterior do vírus, contra o qual não é tão eficaz.).Além do mais nos dias atuais existe uma maior facilidade de disseminação viral pela modernidade dos meios de transporte.Em uma tarde você se encontra passeando no México e a noite jantando no Brasil,ou EUA!O vírus da gripe suína é um "irmão" do vírus da pior pandemia já vista pela humanidade: a gripe espanhola, de 1918. Nossa...

http://alagoasreal.blogspot.com/2009/04/gripe-suina-um-renascer-da-pandemia-da.html

domingo, 26 de abril de 2009

Farra das Passagens - Comentário de Luiz Carlos Prates no Jornal do Almoço

Farra das Passagens - Comentário de Luiz Carlos Prates no Jornal do Almoço


http://www.youtube.com/watch?v=8-gfYN61WRM&eurl=http%3A%2F%2Fwww%2Elucianopires%2Ecom%2Ebr%2Fidealbb%2Fview%2Easp%3FtopicID%3D11039%26pageNo%3D1&feature=player_embedded


Não consegui colocar o vídeo aqui.E nós como idiotas e trouxas pagando o Impostos de Renda e outros impostos pra quê? Para político vagabundo, sem vergonha usar o nosso dinheiro pra levar a família pra viajar pela Europa e EUA?Vale a pena assistir,deviam colocar Luiz Carlos Prates no Jornal Nacional.Ele é de Florianópolis,e falou tudo....

sábado, 25 de abril de 2009

Miss Califórnia Carrie Prejean


Parece que a Miss Califórnia, Carrie Prejean, viu a coroa de mulher mais bela dos EUA escapar de suas mãos por não ser mais, digamos, gay-friendly. Na final do concurso, realizada neste domingo, 19, Carrie respondeu à uma pergunta sobre casamento gay feita pelo blogueiro Perez Hilton, um dos jurados da competição. Um tanto enrolada na resposta, a Miss representante do estado que vetou o casamento entre pessoas do mesmo sexo no fim de 2008, terminou dizendo que, para ela, casamento é entre homem e mulher."Nós vivemos em uma terra onde você pode escolher casamento do mesmo sexo ou entre opostos. Mas você sabe, eu acho que em nosso país, em minha família, eu acho que eu acredito que casamento deveria ser entre um homem e uma mulher. Sem ofender ninguém, mas é isto que eu mostro", disse a moça. A plateia se dividiu em aplausos e vaias.


“Isso me custou a coroa”, disse Prejean após a competição. A vencedora foi a Miss Carolina do Norte, Kristen Dalton.

“Eu fiquei atordoada”, disse [Alicia Jacobs, uma das cinco juradas e que já foi Miss Nevada]. Alicia comentou ainda ter ficado boquiaberta ao perceber que a candidata californiana não sabia quem estava vendo e quem eram os jurados. “Não podemos esquecer que quem fez a pergunta é um gay”, disse ela. “Pelo menos duas pessoas que eram juradas são a favor dos gays. Outro jurado tem uma irmã que é casada com uma mulher… Já mencionei que estou atordoada?”, completou a ex-miss



O nome da Miss Califórnia Carrie Prejean está circulando por vários sites, twitter, youtube... o motivo é que a loura(diga-se de passagem-linda!) meteu a mão numa caixa de marimbondos.Eu pessoalmente acho que ela foi sincera em sua resposta,e agora está sendo taxada de homofóbica,e perdeu a coroa por causa da resposta.O que tem uma coisa com outra?Ela precisava ser "politicamente correta" para ganhar um concurso de beleza?

Dilma passa por tratamento de saúde no Sírio-Libanês, em São Paulo


A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), 61, passa por tratamento prolongado de saúde no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, informam neste sábado.
Segundo a Folha, a ministra colocou um "porth cath" --cateter de longa permanência que facilita o tratamento quimioterápico ou com antibióticos. O tratamento está sendo coordenado pelo cardiologista Roberto Kalil e seria preventivo. Procurada pela reportagem, a ministra não comentou o tratamento.
Em outubro de 2007, a ministra ficou internada por três dias no Sírio-Libanês para tratamento de diverticulite aguda.
Dilma é pré-candidata do PT à Presidência da República nas eleições de 2010. A ministra tem o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


Ela já retirou o linfoma de grandes células(há algumas semanas),um tumor maligno,será que acabou o sonho da candidatura de Dilma????Uma campanha eleitoral é muito cansativa,desgastante e debilitante.O tempo dirá se irá trapalhar ou não suas atividades,eu escutei na TV agora,e ela estava bem,e fazendo política na coletiva com a imprensa,no Hospital Sírio Libanês.Como político não fala a verdade sobre suas doenças (lembram do Tancredo Neves?),só com o tempo...

A voz surpreendente de Susan Boyle


Sensação da internet, Susan Boyle conquista os fashionistas
'Patinho feio', cantora escocesa é a nova promessa da música pop.Estética ‘senhorinha’ de Susan é tendência, diz consultora de moda.
Dolores Orosco Do G1, em São Paulo

Susan Boyle pode até ser feia, mas está na moda. A escocesa gordinha que comoveu os jurados de um show de calouros na Inglaterra com sua voz poderosa e virou sensação da internet, quem diria, é a atual paixão dos fashionistas. Na última sexta-feira (24), ao ser fotografada com novo visual, que incluiu tintura chocolate nos cabelos grisalhos e um cachecol com o tradicional “xadrez Burberry”, Susan foi alvo de polêmica na imprensa internacional. Principalmente entre os fãs, que já contabilizam mais de 100 milhões de acessos no vídeo do YouTube no qual ela canta um trecho de “I dreamed a dream”. (...)“O último desfile do Marc Jacobs foi todo pautado nessa estética ‘senhorinha’. Dependendo da visão, podemos dizer que Susan Boyle é uma pessoa antenada em moda”, diz a consultora.

Tudo bem,a voz dela é linda e angelical,melhorou o visual(ótimo), foi convidada para fazer pornô(???),mas daí a passar para ícone fashion não dá... Marc Jacobs bebeu?Fazer um desfile tendo como "tema" Susan Boyle(a que nunca beijou na boca,e agora recebe centenas de cartas de amor) com sua história que as aparências enganam,está fazendo sucesso em todas as camadas ( já apareceu no Larry King e Oprah ).Será como aqueles BBBs,que de repente viram febre,e desaparecem logo da mídia?


http://www.youtube.com/watch?v=jI2DxkrgpgQ
Vídeo dela cantando há 10 anos atrás.

http://www.youtube.com/watch?v=UImc41e_U5k
E cantando há 20 anos atrás.

Cotas no STF





Ministro por acaso




Assessor influente no primeiro governo do presidente Lula, Frei Betto indispôs-se com o Palácio e resolveu publicar em livro uma espécie de diário, que ganhou o nome de “Calendário do Poder” (Editora Rocco, 536 páginas).

Nela há revelações patéticas, como o acaso que fez de um procurador desconhecido ministro da mais alta corte judiciária do país, tudo porque o governo queria nomear um negro para lá, dentro do que chamam de políticas afirmativas.Um encontro fortuito numa agência da Varig em Brasília com o Frei Betto foi tudo o que serviu para essa promoção. Independente da competência que possa ter, o que pesou mesmo foi sua condição de afro-descendente.


Frei Betto, o ministro Márcio Thomaz Bastos e o próprio presidente mostraram nesse episódio o que um governo pode fazer quando dispõe de poderes hipertrofiados.Ao assumir o STF com 49 anos, sem que o mundo jurídico e a mídia soubesse de quem realmente se tratava, Joaquim Benedito Barbosa Gomes ganhou um cargo vitalício para exercer até completar 70anos.Ao final de 5 anos no Supremo, continua sendo notado apenas pelo motivo que o levou àquela corte. Nenhum dos seus votos pode ser considerado referência para decisões futuras naquela ou em qualquer outra casa do Judiciário.Veja as citações dele no relato do Frei Betto:
3 de fevereiro de 2003, segunda (Página 82).“A coluna de Mônica Bergamo, na FOLHA DE SÃO PAULO, cita os nomes dos juristas Nilo Batista, Eros Grau e Joaquim Barbosa como prováveis indicados às próximas vagas no Supremo Tribunal Federal.


E acrescenta: “O sonho do presidente Lula é nomear um negro para uma das vagas – o que favorece a candidatura de Barbosa, que tem também o apoio Frei Betto”.Meu apoio decorre de um acaso. Pouco antes da virada do ano fui à agência da Varig, em Brasília, tratar de meu retorno a São Paulo após a posse presidencial.


Perante enorme fila, agarrei a minha senha e instalei-me no primeiro banco vazio encontrado pela frente, ao lado de um cidadão negro que eu nunca vira.- Você é o Frei Betto? – indagou-me.Confirmei. Apresentou-se: Joaquim Barbosa, jurista, Procurador Regional da República, professor de Direito no Brasil e nos Estados Unidos. Trocamos idéias e, ao me despedir, levei dele o cartão e a boa impressão”.6 de março de 2003, quinta-feira (Página 90).Márcio Thomaz Bastos indagou se conheço um negro com perfil para ocupar vaga no STF.


Lula pretende nomear um afro-descendente para a Suprema Corte do país. Lembrei-me de Joaquim Barbosa.



Cotas também na Justiça?Pelo que entendi do livro de Frei Betto,qualquer negro seria bem vindo,não tenho competência para avaliar a capacidade de Joaquim Barbosa,mas colocar uma pessoa no STF(qualquer uma)pela cor da pele,e não por seu mérito é de doer...

Menos de 48 horas depois de lançar o repto a Gilmar Mendes, presidente do STF, Joaquim Barbosa foi ao meio-fio.

Numa sexta-feira de expediente normal no Supremo, Joaquim desfilou sua notoriedade em pleno centro do Rio de Janeiro.

Almoçou com uma trinca de amigos no Bar Luiz, tradicional ponto de encontro do carioca. Recebeu cumprimentos da dona do estabelecimento, Rosana Santos.

Acenaram-lhe das mesas ao redor. Na saída, foi brindado com os “parabéns” da clientela. Desceu a pé a Rua da Carioca.

Foi ao carro oficial só na altura da movimentada esquina com a Avenida Rio Branco. Formou-se em torno dele uma pequena aglomeração. Mais cumprimentos.

O passeio ganhou a web. E chegou aos gabinetes do STF. Em privado, colegas de Joaquim, entre eles Gilmar Mendes, destilaram irritação.

Enxergaram no “passeio” do desafeto a deliberada intenção de “provocar”. O blog tentou ouvir Gilmar. Ele não quis falar. (...)

Joaquim deve a toga a uma indicação de Lula. Está no STF há seis anos. Dá expediente também no TSE. Tornou-se um colecionador de desafetos.

Na ponta do lápis, já se indispôs com seis colegas. No STF: Gilmar, Marco Aurélio Mello, Eros Grau e Celso de Mello. No TSE: Felix Fischer e Arnaldo Versiani.http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br/
É o ministro preferido de Lula...

Mahmoud Ahmadinejad, presidente do Irã no Brasil



O Brasil atacou nesta terça-feira, 21, o comportamento do Irã na ONU, a duas semanas da chegada da primeira visita bilateral do presidente iraniano ao País, Mahmoud Ahmadinejad. "Condenamos veementemente a posição do presidente do Irã", afirmou o ministro de Igualdade Racial, Edson Santos. O Itamaraty também soltou uma nota, condenando o discurso e ainda confirmando a visita do presidente. O Brasil não deixou a sala, mas hoje optou por criticar o discurso. "As palavras do Irã não condizem com a conferência", acrescentou o ministro. "Ele nega fatos históricos."
Na segunda-feira, 20, Ahmadinejad se transformou no pivô de uma turbulência política internacional. O iraniano abriu a conferência da ONU contra o racismo com uma mensagem de ódio a Israel, questionando o Holocausto e ainda atacando a "arrogância" do Ocidente. Os países europeus deixaram a sala em protesto e o discurso foi interrompido por manifestantes, que se vestiram de palhaço e chegaram a atirar pedaços de papéis no iraniano. Em um verdadeiro tumulto, seguranças corriam pela sala em captura dos manifestantes, enquanto Ahmadinejad apenas sorria.
Os presidentes Barack Obama e Nicolas Sarkozy atacaram Ahmadinejad. O secretário-geral da ONU, Ban Ki Moon, abandonou sua cautela e deplorou a atitude do iraniano. "Que dia. Nunca vi um procedimento tão destrutivo por um país-membro", afirmou Ban, experiente diplomata. "Isso foi totalmente inaceitável", disse, chegando a falar em tomar "medidas disciplinares."
http://www.dcomercio.com.br/Materia.aspx?Canal=38&Materia=15572



Quer dizer que ele vem ao Brasil para levar uma bronca?Tá me engana que eu gosto.

Lugo pede desculpas por escândalos de paternidade

SIMON TAYLOR - CHARGE ONLINE - RIO DE JANEIRO-RJ

DÁLCIO - CORREIO POPULAR - SÃO PAULO-SP
Uma terceira mulher que afirma ter um filho do presidente Fernando Lugo apareceu nesta quarta-feira no Paraguai, em meio a um ambiente conturbado que obrigou o ex-bispo católico a suspender uma viagem a Washington."Meu filho Juan Pablo (em homenagem ao papa João Paulo 2º) é fruto de uma relação com Fernando Lugo, mas uma relação impulsionada por um grande amor, de uma entrega total", afirmou Damiana Hortensia Morán Amarilla, 39 anos, ao jornal ABC.A mulher, que informou ter sido coordenadora da Pastoral Social da Diocese de San Lorenzo, revelou que nunca pensou em denunciar Lugo nem pedir nada porque o filho, de um ano e quatro meses, "é fruto de um amor incondicional".
O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, pediu perdão pelo escândalo provocado nas últimas semanas por três denúncias de paternidade contra ele feitas por três mulheres diferentes.
"Eu, pessoa humana imperfeita, resultado de processos históricos, perfil da minha cultura, assumirei com todas as responsabilidades as situações que me concernem", disse Lugo em entrevista coletiva.
"Com relação aos acontecimentos que são de público debate, que tem a ver com informes de paternidade referidos à minha pessoa, quero expressar o seguinte: sou um ser humano e por tanto nada humano me é alheio", afirmou Lugo.
celibatário(nem pensar...)castidade(nem quer ouvir tal palavra)"Votos" os comunas já avacalharam faz tempo.Fala sério,se o bispo/Casanova/garanhão Lugo perante ao seu Deus,não cumpriu os seus votos assumidos,imagine o que não faz na política?E ainda tem a cara de pau de relativizar o escândalo.Bem,o "paizão" é comunista,um padre vermelho da Teologia da Libertação,ou seja a mentira faz parte do seu repertório.Sem caráter,vigarista,uma das mulheres era menor de idade,ele é um ser sem moral e ainda vem com essa de relativismo rasteiro...porque não largou o sacerdócio antes?É um lobo em pele de ovelha.Tenha santa paciência!Putz,no Paraguai,até bispo é falso....

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Crise no Executivo,Legislativo e Judiciário




A nau dos insensatos-Dora Kramer
O ESTADO DE SÃO PAULO - 24/04/09
O Congresso tem recursos de comunicação suficientes para se defender de todas as acusações que lhe são feitas. São quatro emissoras de rádio e televisão, sítios na internet, boletins impressos, mais a prerrogativa de convocação de rede nacional. Portanto, nada impede o Poder Legislativo de “dialogar com a sociedade”, como propõe o deputado Ciro Gomes, passando ao largo da “plutocracia e da mídia”.Se não o fez até agora, ao se completarem exatos 80 dias de escândalos ininterruptos, foi porque não quis, não pôde ou não soube fazê-lo de forma organizada, civilizada e, sobretudo, convincente.Seja qual for o motivo, fato é que o Parlamento se manifesta de maneira cada vez mais desorganizada, refutável e, nas últimas 48 horas, com variações entre a demência e a selvageria.Fenômeno diverso do ocorrido no Supremo Tribunal Federal, onde os nervos, os temperamentos, os complexos e as vaidades levam magistrados a abrir mão da compostura.
Como se o fato de o Judiciário ter sido obrigado, pelos desmandos gerais, a se manifestar além dos “autos” autorizasse também os ministros a liberar em público desavenças pessoais na forma de insultos.
No Legislativo, assistimos à perda da razão coletiva. Em ambos os sentidos: do juízo e do argumento.A reação à mínima restrição no uso das passagens aéreas suscitou um triste espetáculo de desequilíbrio mental e emocional. Os fatos falam por eles mesmos há 80 dias sem que tenha sido tomada uma única providência eficaz e objetiva contra o abuso nas cotas de telefones, na contratação de funcionários fantasmas, no pagamento irregular de auxílios-moradia, na devolução de horas extras pagas no recesso, na extinção de diretorias inúteis, no nepotismo cruzado; nem mesmo se dá notícia sobre o andamento do processo contra o ex-corregedor Edmar Moreira, por gasto irregular da verba indenizatória.
Esses fatos criaram pernas próprias, caminham sozinhos e descontrolados na proporção direta em que os parlamentares perdem a cabeça. Um perigo, pois nessa batida a população acaba acrescentando à má imagem do Legislativo o diagnóstico de insanidade.Falam-se as maiores barbaridades a título de defesa do Parlamento sem que seus autores percebam o efeito nefasto dessa autoflagelação à deriva.
Alguém, em sã consciência, pode concordar com deputado Silvio Costa quando ele vê risco de dissolução de casamentos porque mulheres e filhos não podem usar as cotas de passagens dos parlamentares para viajar?E o líder do DEM na Câmara, deputado ACM Neto, vociferando que a imprensa “quer fechar o Congresso”? Irreconhecível. Fernando Gabeira, em sua autocrítica da tribuna por também ter dado passagens à família, acusou a imprensa de retaliar porque o Legislativo não abastece os veículos de comunicação com verbas publicitárias. Escorregou na contradição.Se as denúncias são fruto de vingança vil - “aqui é possível criticar sem que se seja ameaçado de perder anúncios” -, não têm fundamento. Neste caso, a que “luta” se refere o deputado quando se diz disposto a conduzir uma batalha pela moralização e modernização do Legislativo?O senador Epitácio Cafeteira exorbita e vê na cobrança por limites na distribuição de passagens de avião um sinal de que “daqui a pouco” os parlamentares serão obrigados a viajar de ônibus, mediante cotas de “vale-transporte”.Ciro Gomes, então, rompeu de vez relações com as estribeiras porque na listagem de bilhetes apareceu uma pessoa de nome Maria e sobrenome Gomes, citada “possivelmente” como a mãe do deputado Ele nega. Perfeito.Bastaria, pois a notícia não afirmava o parentesco. Não precisaria insultar a tudo e a todos com palavrões que, ditos nas dependências do Congresso em altíssimo som, desmoralizam ainda mais a instituição.No tempo devido, o Legislativo não ouviu os alertas de que caminhava para o abismo. Insistiu e agora grita. Não por medo de ser fechado, mas por anseio de calar a crítica.


Como é que pode um ministro mal educado e destrambelhado (Joaquim Barbosa só podia ser indicação do Apedeuta) acusar o presidente do STF(suprema corte)de estar destruindo a Justiça do país?que vexame e desmoralização do STF, estamos mesmo no fundo do poço.O presidente Lula achando tudo muito normal,e comparando o episódio com um jogo de futebol.O Legislativo sujo na lama com essa farra das passagens aéreas(Ciro Gomes, ACM Neto , Cafeteira ,etc.se prendendo com toda a garra à essa vergonha,vide acima)e nem se dando ao trabalho de devolver aos cofres públicos o que foi roubado,e o Executivo,bem esse está a passeio pela Argentina.
O petismo a-do-ra agredir gratuitamente os meios de comunicação,a liberdade de imprensa,e desqualificar os mais pensantes.O Executivo, o Legislativo e agora o Judiciário estão desmoralizados,será que isso tudo é orquestrado?Eu já estou em dúvida quanto a existência dessas Instituições.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Piratas da Somália


Quem imaginaria que em 2009, os governos do mundo declarariam uma nova Guerra aos Piratas? No instante em que você lê esse artigo, a Marinha Real Inglesa – e navios de mais 12 nações, dos EUA à China – navega rumo aos mares da Somália, para capturar homens que ainda vemos como vilãos de pantomima, com papagaio no ombro. Mais algumas horas e estarão bombardeando navios e, em seguida, perseguirão os piratas em terra, na terra de um dos países mais miseráveis do planeta. Por trás dessa estranha história de fantasia, há um escândalo muito real e jamais contado. Os miseráveis que os governos ‘ocidentais’ estão rotulando como "uma das maiores ameaças de nosso tempo" têm uma história extraordinária a contar – e, se não têm toda a razão, têm pelo menos muita razão.
Os piratas jamais foram exatamente o que pensamos que fossem. Na "era de ouro dos piratas" – de 1650 a 1730 – o governo britânico criou, como recurso de propaganda, a imagem do pirata selvagem, sem propósito, o Barba Azul que ainda sobrevive. Muita gente sempre soube disso e muitos sempre suspeitaram da farsa: afinal, os piratas foram muitas vezes salvos das galés, nos braços de multidões que os defendiam e apoiavam. Por quê? O que os pobres sabiam, que nunca soubemos? O que viam, que nós não vemos? Em seu livro Villains Of All Nations, o historiador Marcus Rediker começa a revelar segredos muito interessantes.
Se você fosse mercador ou marinheiro empregado nos navios mercantes naqueles dias – se vivesse nas docas do East End de Londres, se fosse jovem e vivesse faminto –, você fatalmente acabaria embarcado num inferno flutuante, de grandes velas. Teria de trabalhar sem descanso, sempre faminto e sem dormir. E, se se rebelasse, lá estavam o todo-poderoso comandante e seu chicote [ing. the Cat O’ Nine Tails, lit. "o Gato de nove rabos"]. Se você insistisse, era a prancha e os tubarões. E ao final de meses ou anos dessa vida, seu salário quase sempre lhe era roubado.
Os piratas foram os primeiros que se rebelaram contra esse mundo. Amotinavam-se nos navios e acabaram por criar um modo diferente de trabalhar nos mares do mundo. Com os motins, conseguiam apropriar-se dos navios; depois, os piratas elegiam seus capitães e comandantes, e todas as decisões eram tomadas coletivamente; e aboliram a tortura. Os butins eram partilhados entre todos, solução que, nas palavras de Rediker, foi "um dos planos mais igualitários para distribuição de recursos que havia em todo o mundo, no século 18 ".
Acolhiam a bordo, como iguais, muitos escravos africanos foragidos. Os piratas mostraram "muito claramente – e muito subversivamente – que os navios não precisavam ser comandados com opressão e brutalidade, como fazia a Marinha Real Inglesa." Por isso eram vistos como heróis românticos, embora sempre fossem ladrões improdutivos.
As palavras de um pirata cuja voz perde-se no tempo, um jovem inglês chamado William Scott, volta a ecoar hoje, nessa pirataria new age que está em todas as televisões e jornais do planeta. Pouco antes de ser enforcado em Charleston, Carolina do Sul, Scott disse: "O que fiz, fiz para não morrer. Não encontrei outra saída, além da pirataria, para sobreviver".
O governo da Somália entrou em colapso em 1991. Nove milhões de somalianos passam fome desde então. E todos e tudo o que há de pior no mundo ocidental rapidamente viu, nessa desgraça, a oportunidade para assaltar o país e roubar de lá o que houvesse. Ao mesmo tempo, viram nos mares da Somália o local ideal onde jogar todo o lixo nuclear do planeta.
Exatamente isso: lixo atômico. Nem bem o governo desfez-se (e os ricos partiram), começaram a aparecer misteriosos navios europeus no litoral da Somália, que jogavam ao mar contêineres e barris enormes. A população litorânea começou a adoecer. No começo, erupções de pele, náuseas e bebês malformados. Então, com o tsunami de 2005, centenas de barris enferrujados e com vazamentos apareceram em diferentes pontos do litoral. Muita gente apresentou sintomas de contaminação por radiação e houve 300 mortes.
Quem conta é Ahmedou Ould-Abdallah, enviado da ONU à Somália: "Alguém está jogando lixo atômica no litoral da Somália. E chumbo e metais pesados, cádmio, mercúrio, encontram-se praticamente todos." Parte do que se pode rastrear leva diretamente a hospitais e indústrias européias que, ao que tudo indica, entrega os resíduos tóxicos à Máfia, que se encarrega de "descarregá-los" e cobra barato. Quando perguntei a Ould-Abdallah o que os governos europeus estariam fazendo para combater esse ‘negócio’, ele suspirou: "Nada. Não há nem descontaminação, nem compensação, nem prevenção."
Ao mesmo tempo, outros navios europeus vivem de pilhar os mares da Somália, atacando uma de suas principais riquezas: pescado. A Europa já destruiu seus estoques naturais de pescado pela superexploração – e, agora, está superexplorando os mares da Somália. A cada ano, saem de lá mais de 300 milhões de atum, camarão e lagosta; são roubados anualmente, por pesqueiros ilegais. Os pescadores locais tradicionais passam fome.
Mohammed Hussein, pescador que vive em Marka, cidade a 100 quilômetros ao sul de Mogadishu, declarou à Agência Reuters: "Se nada for feito, acabarão com todo o pescado de todo o litoral da Somália."
Esse é o contexto do qual nasceram os "piratas" somalianos. São pescadores somalianos, que capturam barcos, como tentativa de assustar e dissuadir os grandes pesqueiros; ou, pelo menos, como meio de extrair deles alguma espécie de compensação.
Os somalianos chamam-se "Guarda Costeira Voluntária da Somália". A maioria dos somalianos os conhecem sob essa designação. [Matéria importante sobre isso, em http://wardheernews.com/Articles_09/April/13_armada_%0Bnot_solution_muuse.html : "The Armada is not a solution".] Pesquisa divulgada pelo site somaliano independente WardheerNews informa que 70% dos somalianos "aprovam firmemente a pirataria como forma de defesa nacional".
Claro que nada justifica a prática de fazer reféns. Claro, também, que há gângsteres misturados nessa luta – por exemplo, os que assaltaram os carregamentos de comida do World Food Programme. Mas em entrevista por telefone, um dos líderes dos piratas, Sugule Ali disse: "Não somos bandidos do mar. Bandidos do mar são os pesqueiros clandestinos que saqueiam nosso peixe." William Scott entenderia perfeitamente.
Por que os europeus supõem que os somalianos deveriam deixar-se matar de fome passivamente pelas praias, afogados no lixo tóxico europeu, e assistir passivamente os pesqueiros europeus (dentre outros) que pescam o peixe que, depois, os europeus comem elegantemente nos restaurantes de Londres, Paris ou Roma? A Europa nada fez, por muito tempo. Mas quando alguns pescadores reagiram e intrometeram-se no caminho pelo qual passa 20% do petróleo do mundo… imediatamente a Europa despachou para lá os seus navios de guerra.
A história da guerra contra a pirataria em 2009 está muito mais claramente narrada por outro pirata, que viveu e morreu no século 4º AC. Foi preso e levado à presença de Alexandre, o Grande, que lhe perguntou "o que pretendia, fazendo-se de senhor dos mares." O pirata riu e respondeu: "O mesmo que você, fazendo-se de senhor das terras; mas, porque meu navio é pequeno, sou chamado de ladrão; e você, que comanda uma grande frota, é chamado de imperador." Hoje, outra vez, a grande frota europeia lança-se ao mar, rumo à Somália – mas… quem é o ladrão?
Fonte: The Independent, UK, 5/1/2009 (autoria de Johann Hari)


Pelo que eu sei os piratas sempre foram apoiadaos pelo governo da época(a coroa britânica por exemplo,se o pirata entrava em acordo com ela,recebia proteção e dividia a pilhagem).Eu achei interessante o texto,mas meio contraditório,estão desovando lixo tóxico,mas será que os europeus são tão idiotas em comer peixes que possam estar contaminados com lixo tóxico?Ou eu,quando como um atum,será um atum somáli?A humanidade condena sua própria espécie,isso todos sabem.Somos nossos próprios inimigos.Mas há mafiosos no meio,
financiamento do crime organizado,então tudo pode ser possível.Se os europeus estão consumindo peixe de lá,estão dando um tiro no próprio pé.Lixo tóxico,pesca predatória ilegal, crimes ecológicos,sequestro,terrorismo,pirataria somali contemporânea ...muita informação para minha cabeça...

terça-feira, 21 de abril de 2009

Charges políticas

DUKE - O TEMPO - CONTAGEM-MG





Em tempos de declaração do imposto de renda.Fani,da A Tribuna.



Essa farra das passagens aqui,com a sagrada família (deles) indo e vindo,é um desrespeito à nação, uma semvergonhice,falta de noção do certo e errado,uma falta de caráter,de ética,de moralidade,etc. Eles provam todos os dias que não nos representam...,e sim à eles próprios.São passagens para familiares, mais o salário da
empregada,festas,jantares,e o escambau. Virou uma farra com o dinheiro público,affe!!!!

moda:Matthew Williamson




Matthew Williamson, que apresenta suas coleções durante a semana de moda de Nova York, caiu faz tempo no gosto de famosas como Paris Hilton, Helena Christensen, Sienna Miller(linda!) e Jade Jagger.Roupas coloridíssimas,vibrantes,estilo hippie chic.E os corselets voltam com tudo,são práticos, alegres, coloridos e confortáveis...

M E V I S I T E M N A C A D E I A




Parece que o texto é de JOÃO UBALDO RIBEIRO...

Passei uns dias fora, sem ler jornais ou ver televisão. Deve ter sido esse afastamento fugaz das notícias a razão por que, ao voltar ao convívio delas, tomei um susto. Bastaram esses dias para minha perspectiva se apurar, por assim dizer, e eu sentir em cheio a assombrosa desvergonha a que chegaram o Brasil e suas instituições. Com perdão da má pergunta, que país é este, meu Deus do céu? Resolvi tomar a liberdade de dizer o que me parece no momento, sem eufemismos ou ressalvazinhas bestas, embora, é claro, me arrisque bastante. Posso ter meu sigilo bancário aberto - o que certamente provocaria frouxos de riso nos bisbilhoteiros -, assim como qualquer outro sigilo, pois o governo demonstrou que não merece confiança e é destituído de escrúpulos. Portanto, nenhum dos nossos dados a que é garantida confidencialidade está seguro. Ou de repente escarafuncham meu passado e descobrem um contemporâneo capaz de jurar que eu colei numa prova de latim do ginásio e portanto passei fraudulentamente, o que será considerado crime hediondo por algum tribunal desses do Executivo, que por aí abundam. Finalmente, como não empregarei eufemismos, não é impossível que me acusem de calúnia, difamação ou injúria e eu venha a ser condenado pelo que se considerará um ou mais desses crimes, apesar de que, no meu parecer, se trataria de delito de opinião, figura que não existe, mas que pode perfeitamente ser posta em prática, sob nomes artísticos que lhe emprestem a aparência de legitimidade.

Começo, não sem certo enfado, a dizer o que penso do Executivo, na figura do nosso presidente. Sua conduta me tem transmitido a impressão de que ele é enganador, cara-de-pau, evasivo, fanfarrão, oportunista, ardiloso, demagogo e cínico o suficiente para encarar com desplante todo mundo saber que ele é candidato, mas se aproveita de brechas na lei para fazer campanha à custa do erário e não raro enganosamente. Acho que só é de fato sincero quando se apresenta como o melhor presidente que "este país" já teve, pois o movem as certezas absolutas que a ignorância costuma suscitar. O povo é engabelado por cestas e bolsas mil, enquanto as reformas que efetivamente o redimiriam não vêm e tudo indica que não virão. Tampouco tenho - admito que muito subjetivamente - boa impressão do caráter de Sua Excelência e da sua propalada fidelidade aos amigos, diante da gana de grudar no poder.

Estendo-me, com igual ou maior enfado, ao Congresso e em particular à Câmara. Fazendo as exceções que com certeza são em menor número do que a gente esperançosamente pensa, na minha opinião o Congresso abriga elevada população de faltos de hombridade, larápios, carreiristas, mentirosos, venais, descarados, aproveitadores e membros da futura escola de samba Unidos do Deboche, tal a desfaçatez com que perderam o senso dos limites e da compostura e acham que podem fazer qualquer coisa, inclusive transformar a Câmara em gafieira. Cobertos de privilégios incogitáveis em qualquer país civilizado, os deputados quase não trabalham, trocam de partido em busca de vantagens pessoais e agora só faltam dizer-nos que comamos brioche ou que os incomodados se mudem. Continuarão a desrespeitar e aviltar o pouco que nos deixaram de dignidade e a protagonizar o que poderia ser chamado de chanchada ou ópera-bufa, se isto não insultasse essas duas categorias artísticas.

Minha opinião sobre o Judiciário é que o número de juízes desidiosos ou venais é imenso, o povo não tem confiança na Justiça e ela própria muitas vezes parece não alimentar respeito por si mesma. Não consigo imaginar um juiz da Suprema Corte americana, que inspirou a criação do nosso Supremo Tribunal Federal, distribuindo entrevistinhas a torto e a direito. Tenho certeza de que estaria ameaçado de impeachment o magistrado da Suprema Corte que fosse cumprimentar um advogado de defesa que ganhou uma causa na qual esse mesmo juiz atuou. A Suprema Corte é sagrada, como devia ser o nosso Supremo. Mas, ainda na minha modesta opinião, o Supremo se tem abastardado em inúmeras ocasiões e nunca sua imagem foi tão vulgar e deslustrada.

O que eu penso do nosso sistema político é que falta um bom nome para designá-lo, pois democracia é que não é. Tentando assim de orelhada, ocorrem-me cacocracia, cleptocracia, hipocritocracia ou, melhor ainda, pornocracia, pois é muito menos pornográfico um travesti se exibindo na Avenida Atlântica, para faturar um dinheirinho com os pais de família inatacáveis que constituem a parte mor de sua clientela, do que um vendilhão da pátria, um traficante de votos, um deslumbrado pelo poder, um criminoso disfarçado sob alegações grotescamente entortadas. E penso que nosso país é hoje moralmente flácido e desorientado. Não é incomum que o cidadão não consiga agir corretamente porque o sistema é tão corrompido que não aceita a integridade, ela nos é cada vez mais uma estranha. A corrupção está em toda parte, da gasolina adulterada ao peso roubado nos produtos embalados, aos remédios falsificados, aos atestados forjados, às instituições de caridade trapaceiras e a tudo mais que nos rodeia, onde sempre suspeitamos da existência de uma mutreta, pois a mutreta é o nosso modus operandi trivial.

Havendo assim expressado com franqueza minhas opiniões, no que julgo ser o exercício de um direito que, mais que constitucional, é direito humano basilar (sou jusnaturalista da velha guarda, colegas bacharéis), estou disposto a enfrentar as conseqüências a porventura advirem do que acabo de escrever. Se me processarem e prenderem, espero que o dr. Fernando Henrique, que processado já está sendo, também acabe preso. Achei meu diploma em Itaparica e tenho a mesma famosa prerrogativa de cárcere especial. Mas receio que, numa insólita confluência de posições, ambos peçamos celas separadas.


Texto cuja autoria é atribuída a JOÃO UBALDO RIBEIRO.Se ele não é o autor,isso não importa,e sim o conteúdo do texto,que eu assino embaixo.Há um ditado popular que diz assim:Político bom é político morto.Eu não os quero mortos não,mas os quero honestos sim.Não é pedir muito,é????

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Brasil sem lei





Acabo de chegar da Europa,volto e me encontro numa terra sem lei.Onde está o nosso ministro da Justiça?Os brasileiros não índios apanhando para se retirarem das suas fazendas?Lula e Dilma autorizando e ajudando assassinos do MST,que chegou a receber mais de R$ 1,2 bilhões,sendo que legalmente e juridicamente não existem. Porque não rasgam logo a constituição se não respeitam nem o direito de propriedade?No meu ver de leiga,não entendo nada de lei,mas não será caso de intervenção federal?Estou me sentindo como o Dante, ao entrar nos portões do Inferno:-“Abandone toda a esperança aquele que aqui entrar”.Não vejo outra forma de governo menos pior que a democracia.Essa Ana Júlia Carepa não tem mais domínio sobre seu estado.Se a Europa não estivesse tão cara,juro que iria para lá...amanhã mesmo.Pode ser até comodismo meu,mas esse Brasil me cansa.






Mais sobre o MST-Alexandre Oltramari por e-mail:

Em 25 anos de existência, o Movimento dos Sem-Terra (MST) raras vezes teve seus métodos ilegais reprimidos pela força das leis. A ofensiva mais contundente vinha sendo realizada no Rio Grande do Sul, berço do movimento, pelo promotor de Justiça Gilberto Thums. Filho de pequenos agricultores e ex-delegado de polícia, Thums obteve oito vitórias contra o MST no último ano.
Conseguiu, com ações na Justiça, impedir marchas para invadir áreas predeterminadas; fichou criminalmente invasores; proibiu integrantes do grupo de se aproximar de glebas produtivas. Em sua batalha mais recente, convenceu o governo gaúcho a colocar na clandestinidade as escolas itinerantes do MST – versão sem-terra das escolas muçulmanas, conhecidas como madraçais, que fabricam terroristas dispostos a dar a vida em nome do Islã.
O fim da doutrinação revolucionária com dinheiro público produziu uma avalanche de protestos contra o promotor. Thums foi acusado de nazismo e demonizado por supostamente impedir o acesso de crianças à educação. Acuado, anunciou que está deixando o caso. "Cansei. Essa luta não pode ser apenas minha. Se ela não for de todos, não é de ninguém", diz Thums.Os ataques contra o promotor surgiram de todas as partes e seguiram os mais diversos métodos, da intimidação à ameaça. Em Brasília, o Ministério do Desenvolvimento Agrário, órgão do governo aparelhado pelo MST, enviou uma representação ao Conselho Nacional do Ministério Público acusando a instituição de afrontar direitos fundamentais das crianças ao tentar extinguir as escolas do MST. Há duas semanas, ao participar de uma audiência pública, o promotor foi recebido por 200 crianças cantando o hino do movimento e com cópia do Estatuto da Criança e do Adolescente nas mãos. A claque o deixou constrangido.
A Comissão Pastoral da Terra (CPT), braço da Igreja Católica que dá sustentação ao MST, atacou em outra frente. Pela internet, lançou uma campanha mundial que soterrou o correio eletrônico do promotor. Thums, descendente de austríacos, foi comparado a Adolf Hitler, para citar apenas as mensagens menos hostis. A ofensiva também se deu em outras esferas. Nas últimas semanas, segundo o promotor, cinco mensagens de voz com gravações de suas conversas telefônicas lhe foram enviadas, num indício claro de que ele está sendo monitorado sabe-se lá por quem. Além disso, ele diz ter sido vítima de um atentado, quando um carro tentou atropelá-lo na rua.Não existem evidências materiais de que o MST esteja no leme do atentado ou da interceptação telefônica, mas, se a suspeita do promotor estiver correta, isso não seria nenhuma novidade. Documentos internos do movimento apreendidos nos pampas revelam que ações criminosas há muito integram a cartilha dos sem-terra. Seus manuais ensinam a saquear fazendas, destruir provas que os incriminem, fabricar bombas e fraudar os cadastros do governo. As escolas itinerantes, colocadas na clandestinidade pela ação do promotor, são o laboratório no qual o movimento configura suas crianças para a guerra. Ninguém sabe seu número exato.
No Rio Grande do Sul, onde desde fevereiro passado elas deixaram de integrar a rede pública, eram doze, com cerca de 400 alunos entre 7 e 14 anos. Há cinco anos, VEJA visitou duas delas, ambas no Rio Grande do Sul. A reportagem constatou que os alunos celebram a revolução chinesa, a morte de Che Guevara e o nascimento de Karl Marx. O Sete de Setembro, Dia da Independência, para eles é o "Dia dos Excluídos". Nas aulas de teatro, carregando bandeiras do MST, crianças entoam gritos de guerra e conclamam para a revolução.A defesa de escolas públicas para filhos de sem-terra parece paradoxal quando se leva em conta a razão de ser, pelo menos teórica, do MST. O movimento que diz defender a inclusão econômica e social dos desvalidos exige que a sociedade continue financiando escolas que, em vez de incluir, acabam por excluir e segregar seus filhos. "Eles são diferentes mesmo. Muitos não têm sapatos nem como chegar a uma escola tradicional. Esse promotor é um grande capitalista, um baita tradicionalista. Ele persegue o MST", diz o padre Rudimar Dal’Asta, coordenador da CPT no Rio Grande do Sul.
O padre alega que o caráter nômade dos sem-terra impede suas crianças de frequentar uma escola pública comum. Nada disso, porém, justifica a doutrinação guerrilheira promovida nos centros de treinamento itinerantes do MST, muito menos o fato de ela ser mantida com o dinheiro dos contribuintes.
Com a deserção de Gilberto Thums, outros promotores deverão ser escalados para continuar atuando nos tribunais contra ilegalidades e abusos promovidos pelo movimento. O MST também promete continuar doutrinando suas crianças com ou sem os recursos do governo – embora reconheça que é bem mais fácil fazer a revolução com uma ajudazinha dos cofres oficiais. Um dos empecilhos, o promotor, o movimento já conseguiu abater.



sexta-feira, 10 de abril de 2009

Saiba quais os riscos do “sexting”


Segundo o advogado Marcel Leonardi, especialista em Direito Eletrônico, os casos de difamação na internet estão cada vez mais frequentes, ainda que poucas vítimas levem o problema aos tribunais, por medo da exposição. “A vítima é, geralmente, a moça cujo marido ou namorado conseguiu convencê-la a se deixar filmar ou fotografar”, diz Leonard. Em janeiro de 2006, a jornalista Rose Leonel, de 38 anos, que vive em Maringá, no Paraná, encontrou na internet 480 fotos e um vídeo com cenas íntimas feitas por um ex-namorado, junto com números de telefone dela (o celular, o da casa e o do trabalho). Além de exibir as imagens, a página da internet dizia que a garota era uma prostituta. “Perdi meu emprego e passei a receber ligações até de fora do país: Holanda, Portugal, Estados Unidos”, diz ela. “Depois de mais de um ano de ataques incessantes, ele começou a colocar minhas imagens em sites de pornografia, no Brasil e no exterior.” Ela contratou um especialista em segurança da informação que conseguiu provar de onde partiram as imagens e informações. “Movi um processo criminal contra ele e o técnico de informática que o ajudou. Pagaram ínfimos R$ 3 mil. Depois de três anos, eu era uma figurinha comum nos sites de prostituição.”
Hoje, o caso está novamente na Justiça, e seu advogado pede uma indenização de R$ 500 mil. “Sei que minha vida nunca mais será a mesma”, diz Rose. “Mas as pessoas precisam saber que crimes assim podem ser rastreados, desvendados e punidos.” Wanderson Castilho, o especialista em segurança da informação que conseguiu provar que foi o ex de Rose quem divulgou os vídeos na internet, diz que, de cem casos de difamação e atentado contra a honra na internet, apenas dois são solucionados no Brasil.
Apesar de ainda serem raros nos tribunais brasileiros, os processos desse tipo estão gerando indenizações expressivas. A mais alta até agora ficou em R$ 100 mil, fixada por um tribunal de Minas Gerais. Mas, nesse caso, não se trata de uma vingança de ex. A vítima, que mora em São Paulo, recebeu e-mails anônimos com as fotografias, que, segundo ela, são montagens feitas com seu rosto. As mensagens foram enviadas durante dez meses para diversos endereços eletrônicos, a partir de uma conta de e-mail criada com o nome dela. Depois de muita insistência, a vítima conseguiu na Justiça que a operadora de telefonia fornecesse os dados do usuário do computador de onde partiram os e-mails. Com isso foi possível rastrear as mensagens eletrônicas e chegar a um computador na cidade de Teófilo Otoni. A primeira sentença estipulou uma indenização de R$ 5 mil. Mas a vítima recorreu, e o Tribunal de Justiça de Minas Gerais elevou o valor em 20 vezes. “Isso pode ser uma maneira de compensar a falta de uma legislação mais rígida para esse tipo de caso”, diz o advogado Renato Opice Blum. “O grande diferencial da internet é que um e-mail atinge milhares de pessoas em questão de minutos.”
A menina que faz uma imagem de si mesma nua está lutando por sua popularidade
Para os psicólogos, duas questões se combinam quando a tecnologia abre espaço para manifestações da sexualidade. A primeira é a competição acirrada pelo poder dentro de um grupo, sobretudo na adolescência. “A menina que se fotografa nua está, na verdade, lutando com outras garotas para promover sua popularidade”, afirma a psicóloga americana Susan Lipkins. Ela está conduzindo um estudo com 300 jovens para entender o fenômeno do sexting. Os resultados da pesquisa serão divulgados em um mês, mas Lipkins adianta alguns traços comuns entre os adolescentes envolvidos. “Quem envia esse tipo de imagem a um pretendente está inconscientemente testando seu valor de mercado dentro de um grupo.”
A segunda questão é a frágil noção de privacidade dos adolescentes. Para a psicóloga Leila Tardivo, do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, “o jovem precisa saber que tudo o que ele faz nessa extensão virtual de sua vida pode ter impactos na vida real”. Para evitar os problemas como os que infernizaram a vida da paranaense Rose e da paulista Tayla, vale um conselho: não se deixar filmar nem fotografar na intimidade. E evitar fazer isso mesmo sozinha ou sozinho. Nunca se sabe quem vai ter acesso à memória de seu computador. http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI66866-15228-3,00-SAIBA+QUAIS+OS+RISCOS+DO+SEXTING.html



Falta no Brasil ,leis que andem a frente da tecnologia ou pelo menos lado a lado com ela.Há coisas que são íntimas e assim devem permanecer.


quinta-feira, 9 de abril de 2009

Protógenes usou cinegrafista da Globo para dar flagrante


A quebra do sigilo telefônico do delegado Protógenes Queiroz provou que foi ele mesmo quem telefonou para a reportagem da TV Globo para acertar a filmagem da prisão do ex-prefeito Celso Pitta, do investidor Naji Nahas e do banqueiro Daniel Dantas, na madrugada do dia 8 de julho do ano passado, na Operação Satiagraha. Além de provar o vazamento de informações, a investigação do delegado corregedor Amaro Vieira também sustenta que uma equipe da TV Globo de São Paulo foi usada por Protógenes para prestar um serviço tipicamente policial na operação: a emissora filmou, a pedido de Protógenes, o flagrante no restaurante El Tranvia, em junho, em que o delegado Victor Hugo Alves Ferreira recebeu R$ 50 mil dos empresários Hugo Chicaroni e Humberto Brás para tentar evitar o aprofundamento das investigações em cima de Dantas.Informada sobre os detalhes da investigação de Amaro Vieira, a Central Globo de Comunicação disse ao Estado, por e-mail, que a emissora não se pronunciaria sobre o assunto.O relatório de 88 páginas do delegado detalha como foi a colaboração da TV Globo com Protógenes. Na ânsia de trabalhar sempre fora do controle dos diretores da PF, o delegado "se encarregou de providenciar uma equipe para realizar a filmagem do encontro" no El Tranvia. Os extratos telefônicos de Protógenes mostram que no dia da gravação ele fez pelo menos 22 telefonemas ou tentativas de ligação para o cinegrafista da Globo Robinson Cerantula, a fim de fazer os acertos da filmagens.



É um delegado midiático,só falta ganhar um Oscar...

Sobrepreço ou superfaturamento da Refinaria Abreu e Lima


Com relação à determinação do TCU acerca de pagamentos ao consórcio responsável pela Refinaria Abreu e Lima, em Recife (PE), a Petrobras informa que já prestou e continuará prestando todos os esclarecimentos adicionais solicitados pelo Tribunal e reitera que não houve sobrepreço ou superfaturamento na obra de terraplanagem da refinaria Abreu e Lima.
Sobre a composição de preços, há divergência de metodologia da Petrobras e do TCU, principalmente referente aos custos indiretos. A Petrobras esta aguardando a análise dos esclarecimentos apresentados e o julgamento final do processo.
http://www.agenciapetrobrasdenoticias.com.br/materia.asp?id_editoria=8&id_noticia=6404

Refinaria de Lula e Chávez estoura prazos e preços
Agência Estado


São Paulo - Concebida pelos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Hugo Chávez como um monumento a uma suposta integração comercial entre Brasil e Venezuela, a Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, mal saiu do papel e já vai custar mais do que a Petrobras havia anunciado. A refinaria foi orçada pela estatal em cerca de R$ 9 bilhões. Feita a licitação da obra, no entanto, as empresas candidatas pediram um preço global de R$ 23 bilhões. Embora tente baixar esse valor, a Petrobras admitiu que seu orçamento ficou defasado e por isso o preço da refinaria vai aumentar.
"O valor vai subir, mas não posso dizer quanto", afirmou Paulo Roberto Costa, diretor de Abastecimento da estatal e responsável pelo projeto. "Estamos tentando reduzir, mas não vamos chegar aos R$ 9 bilhões. Esse é um preço de quase três anos atrás." Mas é possível que a construção da refinaria fique nos R$ 23 bilhões que as empresas pediram? "Todo esforço é para que fique abaixo disso”, diz o diretor da Petrobras.http://www.abril.com.br/noticias/economia/refinaria-lula-chavez-estoura-prazos-precos-316411.shtml



Ainda bem que as ações que eu tinha da Petrobrás,as vendi.É inconcebível como a Petrobrás rouba dos acionistas,e dos brasileiros...um novo escândalo a cada semana neste desgoverno.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Lula desmente Marta Suplicy e diz que não há candidatura de Dilma


BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva desmentiu nesta quarta-feira a ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, e disse que não definiu os nomes de possíveis futuros coordenadores da suposta campanha da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, à presidência da República nas eleições de 2010. Braço direito de Lula e responsável pela coordenação das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Dilma é apontada como possível nome petista para a sucessão presidencial.
- Não nomeei ninguém. Não sabemos nem se a Dilma é candidata ainda. Não sou eu quem cuida disso - disse o presidente ao rebater as declarações de Marta.
Na segunda-feira, a ex-prefeita se declarou como possível coordenadora da ministra Dilma Rousseff e afirmou estar disposta a desenvolver um "trabalho de base" para fortalecer em São Paulo o nome de Dilma à presidência. - Trabalho de militância mesmo, pé no barro - anunciou Marta Suplicy.



É o petismo em sua forma de agir,elimina quem possa ameaçar seu projeto,e convenhamos Marta está por baixo ultimamente depois que perdeu do Kassab em São Paulo (acho que foi até por isso que seu ex- Luis Favre a deixou).E ela colocar o pé no barro,com seus sapatos Chanel,acho que será difícil...

Presidente do Banco do Brasil rodou



Lima Neto pediu para sair do BB, diz Mantega; vice assume
Ministro da Fazenda elogia liderança de Lima Neto à frente do banco; Aldemir Bendine ficará no seu lugar


Antonio Francisco de Lima Neto SÃO PAULO - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, explicou nesta quarta-feira, 8, a saída de Antonio Francisco de Lima Neto da presidência do Banco do Brasil. Segundo ele, foi Lima Neto quem pediu para sair. Ele será substituído pelo vice-presidente de Cartões e Novos Negócios de varejo do Banco do Brasil, Aldemir Bendine. Durante entrevista coletiva, tanto Mantega quanto Lima Neto negaram que a saída estivesse relacionada a irregularidades apuradas nas aquisições realizadas pelo Banco do Brasil.



Parece que foi por ele se recusar em baixar os juros cobrados dos clientes, contrariando a ordem expressa do Lula.(tô rindo!)Alguém acredita nisso?E nega que a saída estivesse relacionada a irregularidades apuradas nas aquisições realizadas pelo Banco do Brasil,muito mais lógico. Tem gente crendo que Banco Público no governo do PT é pra servir o público.Tá,tem gente que é cega mesmo.

Conta de celular do Senado usado pela filha de Viana foi de R$ 14 mil




A conta do telefone celular do Senado que o senador Tião Viana (PT-AC) emprestou à filha em viagem de férias ao México foi de R$ 14.758,07. O valor, ocultado por Viana, corresponde a 20 dias de uso - de 2 a 22 de janeiro - e foi pago por ele após a denúncia de adversários na guerra em que se transformou o Senado com a eleição de José Sarney (PMDB-AP) para a presidência. O próprio senador, que se negara a fornecer o valor da conta, se viu obrigado, ontem, a confirmá-lo quando confrontado com levantamento feito pelo Estado.Viana insistiu na justificativa de ter agido como pai preocupado com a ausência da filha do País. "Eu cometi um erro, paguei caro por esse erro e juro que foi a única vez em que emprestei o celular. Minha decisão foi tomada por puro instinto paternal, querendo manter contato com minha filha pelo fato de que ela e uma amiga atravessaram o México em uma viagem de ônibus", disse.http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090408/not_imp351689,0.php

Mas que coisa,a conta do celular ficou mais cara que a própria viagem.Claro,ela sabia que não pagaria pelas ligações,e sim os otários dos contribuintes.

Plágio camuflado na moda

Paris-capital da moda


O que é uma gerente de compras?É a pessoa que faz compras das coleções junto a dona, ajuda na elaboração vitrine e tem que ter olho "clínico" para moda.Por isso, a dondoca aqui (???) está indo dia 10 de abril para Espanha,Madri,Sevilha e Barcelona e volta dia 19 de abril.Isso acontece muito no mundo da moda, nada se cria, tudo se copia.O plágio é camuflado pelo o que os estilistas costumam chamar de busca inspiração,ou seja beberam da mesma fonte de inspiração que os europeus. A rede Zara,é uma que faz isso,com uma precisão perfeita,só mudando um detalhe,e voilá. Muitas cadeias de magazines vendem roupas que são quase cópias do que vemos nas passarelas,evidente com pequenas diferenças. São as chamadas tendências.

A grande verdade é que sempre haverá os que criam, os que comercializam e os que criam e comercializam. Num mundo extremamente globalizado, com o fluxo de informações sendo geradas instantaneamente, a cada segundo, como um piscar de olhos, talvez essa rapidez seja a grande culpada da história. Não há criminosos no universo da moda.

O segredo do sucesso da rede Zara:


Hoje em dia, a marca possui 200 funcionários só em seu time de criação, para conseguir responder imediatamente cada tendência que surge na moda. Estes profissionais cruzam informações com as demandas de cada gerente de loja e com os conselhos dos comerciantes. Tóquio é sua cidade favorita para inspiração e para prever as novas tendências (que normalmente vem dos desfiles de Paris). O resultado é quase instantâneo: enquanto as outras lojas levam em torno de cinco meses para colocar uma nova coleção em exposição, a ZARA transforma a última tendência em roupas prontas em apenas quinze dias – e a um preço bem acessível, se comparado à lojas do mesmo patamar de conceito fashion. A empresa revolucionou o setor têxtil quando teve a idéia de lançar uma variedade de coleções a cada temporada, em vez das duas tradicionais coleções ao ano. São novos artigos nas prateleiras duas vezes por semana. Anualmente são mais de 25 mil novos itens colocados a disposição do consumidor, o que dá uma media de 70 novos produtos por dia, sendo que cada item é produzido em pequena escala e só é reproduzido se tiver sucesso em vendas. Do contrário, é tirado da coleção. Um dos segredos está na logística: a ZARA consegue distribuir produtos um dia depois após o pedido ter sido feito pelas lojas da Europa, e dois dias depois no caso das unidades da Ásia e do continente americano (incluindo o Brasil). E não existem diferenças entre as linhas vendidas em cada um dos lugares – apesar das diferenças culturais, parece que a moda já é globalizada - pelo menos para os clientes da ZARA. Mas, para que este sistema seja rentável, demanda-se o maior volume possível, motivo pelo qual suas lojas estão situadas em locais estratégicos que contam com mercadorias novas a cada semana, o que lhes permite ter um tráfego constante de clientes. Os clientes da ZARA visitam as vitrines e prateleiras dezessete vezes ao ano em média, em contraste às quatro visitas feitas à concorrência. É por isso que suas vitrines, renovadas a cada duas semanas, são grandes e chamativas, mostrando as mercadorias como se fossem estrelas. Apesar deste modelo de sucesso a ZARA é acusada, por estilistas e artistas, de copiar suas roupas e coleções. A rede se defende dizendo que a inspiração vem das ruas. Porém, em uma recente turnê da cantora Madona pela Espanha, a roupa utilizada por ela no show foi rapidamente copiada pela ZARA. Na última apresentação da cantora no país, algumas garotas da platéia usavam uma roupa igual a sua.
Quem nunca ficou encantado,ou comprou com os preços baixíssimos da Zara,adquirindo um semelhante de uma grife famosa, que joque a primeira pedra.
PS:Não trabalho na Zara,mas devo admitir que seu estrutura logística, integração de sistemas, instalação de sistemas,distribuição,etc. são perfeitos.

terça-feira, 7 de abril de 2009

E-mail para Obama


As vezes eu recebo uns e-mails,que realmente valem a pena...


Quem se mistura com os porcos, farelo come!Começo esta mensagem fazendo algumas perguntas ao senhor Obama e tomando a liberdade de eu mesmo respondê-las.- O senhor sabe que a candidata do presidente Lula – “esse é o cara… Eu adoro esse cara”, – para assumir a presidência do nosso país em 2010, em mais um estelionato eleitoral, tem uma extensa lista de crimes cometidos durante o regime militar?
- Sabe sim, pois o senhor não é um imbecil desinformado que assumiu a presidência do seu país em um estelionato eleitoral, e tem à sua disposição um dos mais competentes serviços de informação do mundo, apesar da tolice da invasão do Iraque comandada, por coincidência, por um desqualificado etílico que conduziu os EUA ao maior desastre econômico de sua história, o que vai acontecer também com o nosso país com sua colaboração com outro desqualificado etílico, “o seu cara”.
- O senhor tem conhecimento que o desgoverno do Retirante Pinóquio está marcado por dezenas de escândalos e até assassinatos não esclarecidos e associados ao seu partido, e que todos os 40 meliantes que foram denunciados pelo Procurador Geral da República no escândalo do mensalão continuam livres, leves e soltos, e aos poucos tendo desqualificadas suas acusações por um meticuloso trabalho prevaricador corporativista do Superior Tribunal Federal, reflexo de uma Justiça absolutamente apodrecida, bem diferente da do seu país?
- Claro que sabe, pois o senhor não é um tolo que assumiu a presidência da maior potência econômica do mundo por ser um idiota.- O senhor sabe que a presidência da República do meu país autoriza seus protegidos a gastarem milhões com cartões de crédito corporativo que financiam gastos pessoais inclusive com produtos de beleza e até operações com botox, e que a sociedade está proibida de ter acesso aos dados de uso do seu dinheiro por esses meliantes pelo motivo de segurança nacional?
- Também sabe, pois ao contrario de alguém que não lê, não ouve e não sabe de nada do que acontece à sua volta, o senhor tem excelente formação universitária e uma cultura subordinada à contínua preocupação de saber o que está acontecendo no seu país e no resto do mundo, através, também, da leitura de jornais e revistas.
Devo lhe dizer, então, que o senhor, apesar de contar, no passado recente, com minhas esperanças de ajudar o mundo a construir uma aldeia global mais justa e digna, me decepcionou profundamente ao dizer aquelas sandices a respeito do senhor Retirante Pinóquio.Apesar da existência da “sociedade secreta ungermangabeira”, nunca esperaria de alguém dotado com sua complexa formação cultural pudesse ser tão inconveniente e infeliz, seja por ironia, ou pela prática de um relativismo na política que tem feito esse instrumento das relações humanas, transformar-se em um sórdido apoio à perversidade contra os contribuintes de todo o planeta que não se associam aos desgovernos corruptos, corporativistas, prevaricadores e assassinos.
Senhor Obama, o senhor faltou com o devido respeito às pessoas honestas e dignas do meu país.Senhor Obama, solicite à sua equipe que analise a seguinte notícia publicada em um dos jornais do seu país: em entrevista concedida à revista norte-americana Newsweek, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva reiterou a necessidade de mais investimentos para contornar a crise econômica e financeira mundial. "Então hoje (no Brasil) estamos investindo em áreas em que não investimos nos últimos trinta anos, em ferrovias, rodovias, hidrovias, represas, pontes, aeroportos, portos, projetos habitacionais, saneamento básico.
Temos que ser corajosos, pois no Brasil temos muitas coisas a serem feitas, que já foram feitas em outros países há muitos anos”, disse.Depois envie essa mesma equipe para dar um passeio analítico ao meu país, entre outros “divertimentos” para testemunhar os investimentos feitos durante o desgoverno petista na estrutura econômica, na saúde, na educação, no saneamento e na segurança pública. Depois avaliem os investimentos feitos pelos governos militares e pelos desgovernos civis antes da apodrecida era do petismo.Se sua equipe tiver um pouco mais de tempo peça para que avaliem o poder público mais corrupto e prevaricador corporativista da história do meu país.
Senhor Obama, nós achávamos que o senhor seria o “verdadeiro cara”, mas está evidente o erro que estamos cometendo com essa tosca e precipitada avaliação.Como o senhor gosta de ler, contrariamente aos hábitos “do seu cara”, leia o livro do jornalista Ivo Patarra, ”O Chefe” e entenda a absurda atitude que o senhor tomou ao chamar esse desqualificado etílico de “o seu cara”, uma covardia sem par com as pessoas dignas e honestas do meu país.Presidente Obama, será que o senhor declararia para seus eleitores ter tomado conhecimento de corrupção no seu governo reconhecendo não ter feito nada para denunciar os fatos por motivos políticos?Presidente Obama, o senhor fundaria uma organização terrorista para promover as mudanças sociais em seu país?
Presidente Obama, o senhor permitiria que propriedades privadas e até a Casa Branca fossem invadidos e depredadospor movimentos sociais ilegais?Presidente Obama, o senhor toparia jogar camisinhas para seus eleitores do alto de um palanque de uma festa popular?Presidente Obama, o senhor urinaria em um local público em pleno exercício de sua presidência, sendo a foto do seu atoamplamente divulgada entre os cidadãos do seu país?
Presidente Obama, o senhor ficaria em silêncio diante do fato de um cidadão que ateou fogo a um índio que veio a falecer, continuar em liberdade e até ser promovido no serviço público do seu país?Presidente Obama, o senhor transformaria a Corte Superior do seu país em um poder subserviente de suas vontades, transformando a última instância do Poder Judiciário em um instrumento de uma Justiça relativista e corporativista?
Presidente Obama, o senhor ficaria de porre em festas na Casa Branca para que suas fotos nesse estado etílico fossem distribuídas para os cidadãos do seu país?Presidente Obama, se esse é “o seu cara”, então, respeitosamente, vá se catar!Geraldo Almendra

Prada




As bolsas Prada são um símbolo de moda na vida contemporânea, onde a elegância deve ir de encontro com as necessidades quotidianas. As bolsas Prada são todas especiais e verdadeiras obras de arte.Para quem não tem cacife para comprar uma verdadeira,há inúmeras aqui no Brasil,bem parecidas(acho que o preço é só grife,o material é o mesmo)...é só reparar nas cores que estão vindo por aí.Couro, nylon, napa e cobra em um contraste de materiais surpreendente. Um dos detalhes mais interessantes da nova coleção de bolsas são os laços em pele, que dão uma certa leveza ao aspecto “rude” das bolsas. Rústica, primitiva, um retorno às origens do homem. “Crumpled”, ou seja, aqueles tipo saco, com as cordinhas que fecham a bolsa – macias e elásticas,devem fazer sucesso na próxima temporada.

Para quem gosta de uma promoção


FHC: "Só carisma não vence eleição"


FHC: "Só carisma não vence eleição"
Por Sérgio Dávila, na Folha:Só carisma não ganha eleição. "O carisma é importante, mas não é a única coisa. O presidente Lula, com todo o carisma que tem, eu ganhei dele no primeiro turno, duas vezes. Então, depende do momento, depende das circunstâncias. Não basta o carisma."O autor da frase é o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que esteve em Washington para participar de evento sobre descriminalização do usuário de drogas, na Brookings Institution. Ao final do debate, que contou com a participação do ex-presidente colombiano César Gaviria, FHC falou sobre a sucessão presidencial no Brasil.Indagado sobre se não era difícil para a oposição emocionar a opinião pública quando Luiz Inácio Lula da Silva acaba de ser descrito pelo presidente Barack Obama como o "político mais popular do mundo", o tucano respondeu: "Difícil é, mas ele foi oposição a mim e eu ganhei. Impossível não é."FHC, que governou o Brasil de 1995 a 2003, disse ter ficado "contente" com o elogio de Obama a Lula, feito durante a última reunião do G20, na semana passada, em Londres. "Ué, fiquei contente, acho bom que o Brasil tenha um político popular." Mas relativizou: "Não sei se corresponde aos fatos, não sei se é o mais, mas é um dos mais. Acho que é bom."Indagado pela Folha se apoiaria a chamada chapa "puro-sangue" em 2010 com o governador de São Paulo, José Serra, a encabeçando, e o governador de Minas, Aécio Neves, como vice, FHC disse que não seria "fair" [justo -ele acabara de dar palestra em inglês] com o mineiro, "um candidato para ser cabeça" de chapa.http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/2009/04/fhc-so-carisma-nao-vence-eleicao.html


Pôxa,FHC desculpe-me mas foi você quem deu espaço para o Lula.E se esqueceu de dizer que a demagogia do Lula corre solta,o patrimônio político que Lula conseguiu graças a compra de políticos.E que aqui virou um antro de corrupção.

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Lula metafórico












O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobrou nesta segunda-feira, 6, no município mineiro de Montes Claros, que as prefeituras assumam sua parcela de sacrifício na queda de arrecadação da União em razão da crise financeira internacional. Porém, Lula reconheceu que desonerações tributárias feitas pelo governo federal atingem mais os Executivos municipais e reiterou que um grupo interministerial foi criado para estudar medidas de auxílio a prefeituras e a Estados que "estão mais no sufoco". "Todos nós vamos ter de apertar o cinto, mas nenhum de nós vai morrer na seca como os municípios brasileiros já morreram durante tanto e tanto tempo", disse.(...)

"Imaginem vocês as mães nossas colocando feijão no fogo para cinco pessoas e de repente chegam dez. Ou seja, todos nós vamos ter de comer a metade do que estava previsto." Segundo Lula, o importante "é que cada prefeito, cada governador e cada ministro saiba que reduziu a receita". "Reduzindo a receita, vai reduzir a distribuição", afirmou. http://www.opovo.com.br/politica/868226.html


Vocês não acham as metafóras do Lula ótimas?Parecem que são dirigidas para quem 2 neurônios,o tico e o teco...No começo da marolinha,mandou continuar gastando,depois manda apertar o cinto.Agora dar o exemplo ele não faz,como reduzir seus próprios gastos.O povo é responsável por suas escolhas(Lula desinforma e engana seus eleitores,né?),mas tem vezes que o presidente Lula se supera.

Quem tem raça é cachorro

05/04/2009 João Ubaldo Ribeiro
No domingo passado, citei aqui a frase de meu amigo e conterrâneo Zecamunista que hoje uso como título. Ele de fato diz isso, como eu também digo, nas conversas intermináveis havidas com amigos desde a juventude, quando nos ocorre a felicidade de revê-los. Coroas meio ou bastante chatos, compreendemos quando os mais novos nos cumprimentam com a possível afabilidade, depois mantendo prudente distância. Portanto, a maior parte de nossas conversas não passa mesmo do papo de dois velhotes irresignados e rezinguentos, que não sai, e geralmente não deve ou não precisa sair dali, pois costuma ser algo sem o qual ou com o qual tudo permanece tal e qual, como sentenciava minha avó Pequena Osório, a respeito de meus livros.Mas, no caso, quando estamos ameaçados de ver consagrada nas leis do País a divisão do povo basileiro entre raças, acho que devemos fazer o nosso papo transcender os limites do Largo da Quitanda, a ágora da Denodada Vila de Itaparica, onde hoje vultos menores, como Zeca e eu, ocupam com bem pouco brilho o lugar de tribunos da plebe legendários, como Piroca (Piroca é um apelido para Pedro, no Recôncavo Baiano; não tem nada demais, é um fenômeno que atinge o nome “Pedro” de forma curiosa; quer ver, pergunte a um amigo americano o que quer dizer “peter”, com P minúsculo) e Zé de Honorina, este negro pouco misturado com branco, aquele mulato. Zé, aliás, um dos homens mais inteligentes, argutos e eloquentes que já conheci – e cito o que se segue como um dado interessante – não tinha muita noção de que era negro e uma vez me pediu explicações sobre “negritude” e “irmandade” entre negros, conceitos que lhe eram pelo menos parcialmente estranhos.Mas vou deixar de nariz de cera e de vaselina, porque creio que o assunto merece ser tratado na grossura mesmo, como vem sendo por muita gente, em todas as faixas de opinião. Quem tem raça é cachorro (em inglês, breed, não race), gente não tem raça. Não vou repetir, porque qualquer um com acesso ao Google pode se encher de dados sobre isto, os argumentos científicos que desmoralizam a raça como um conceito antropologicamente irrelevante e equivocado, sem apoio algum entre os que estudam a genética humana. Entretanto, o atraso da espécie (ou raça) humana leva a que continuemos a lhe emprestar importância desmedida e irracional, odiando por causa dele, matando por causa dele e até ameaçando o planeta por causa dele. De qualquer forma, incorporando o conceito de raça a seu sistema jurídico, o Brasil estará dando um ridículo (mas de consequências possivelmente temíveis, ou no mínimo indesejadas) passo atrás, mais ou menos como se o Ministério da Saúde consagrasse a geração espontânea de micro-organismos como fonte de infecções.Mais ridículo e até grotesco é que os defensores do reconhecimento das “raças” que compõem o povo brasileiro façam isso depender de uma declaração ou opção da pessoa racialmente classificada, até mesmo em circunstâncias nas quais essa opção pode não ser honesta, mas apenas de conveniência, como nos casos, já acontecidos, de gente que se considerava branca declarar-se negra para obter a vaga destinada a um “negro”. Ao se verem num mato sem cachorro para definir a raça de alguém, exceto copiando manuais nazistas e tornando Gobineau e Gumplovicz autores básicos para a formação de nossos cientistas sociais, médicos, dentistas, músicos, atletas e profissionais de outras áreas onde as diferenças de aptidão ou fisiologia são “visíveis”, assim como era visível a superioridade dos atletas de Hitler que o negro Jesse Owen botou num chinelo, os defensores de cotas raciais se valeram desse recurso atrasado, burro, grotesco e patético em sua hipocrisia básica. Não há como defender critério tão estapafúrdio e destituído de qualquer fundamento.Outra coisa chata, enquanto vemos o Brasil querer botar na letra da lei, o que outros países onde houve e há até mesmo apartheid, como nos Estados Unidos, não só de ontem como ainda de hoje, apesar do presidente Obama, fazem força para retirar, é a persistência do que eu poderia chamar de síndrome de Mama África, contra a qual quem eu mais vejo protestar são escritores amigos meus de países africanos, que não aguentam mais ser embolados num mesmo pacote como “africanos”, transformando em folclore disneyano a enorme complexidade cultural de um continente como a África. Burrice falar em “cultura africana”, “comida africana” e similares, em vez de pluralizar essas entidades, porque são plurais. Além disso, nada mais racista e simplório do que achar que os negros são “irmãos”. Os negros são tão irmãos entre si quanto os europeus entre si, ou seja, irmãos em Cristo, tudo bem. Mas o racismo contra si mesmos de muitos que se acham negros insiste em que há essa irmandade. Documentos escravagistas do Segundo Império, no Brasil, recomendavam que se mantivessem escravos de nacionalidades diversas na mesma senzala, porque muitos se odiavam ou desprezavam entre si mais do que ao opressor. Quem já viu um alemão racista olhar um polonês (eslavo, que curiosamente tem a mesma origem que “escravo”) sabe o que estou dizendo. Desumaniza-se o negro, tornando-o imune à baixeza de seus companheiros de humanidade (mas não de raça). Isto, claro, é outra asnice desmentida pelos fatos ontem e hoje. Ontem, quando mercadores negros de escravos vendiam outros negros por eles mesmos escravizados; hoje, quando negros continuam a escravizar negros e a guerrear entre si, exatamente como os homens de outras raças, o que lá seja isso, desgraça de atraso de vida na cabeça das pessoas, triste exemplo de um país misturado pela graça de Deus querer jogar no lixo esse dom inestimável e irreproduzível, “modernizando-se” pela condenação por vontade própria ao que a História não o condenou.

domingo, 5 de abril de 2009

PITADA DE HUMOR


Estavam o Lula, o Obama e o Papa viajando juntos em um avião, quando apareceu em uma das asas do avião o diabo, com um enorme serrote e começou a cortar uma das asas da aeronave. Quando o viram fazendo a sacanagem, ficaram apavorados, ai o Lula disse: Obama, você que sabe falar e argumentar como ninguém, convença o capeta a parar com isso, senão vamos cair e morrer todos! Então, o Obama foi até lá, conversou. E nada de o capeta parar. Obama voltou e Lula disse ao Papa: só o senhor mesmo poderá nos salvar. Ele não quer nem conversa, vai derrubar o avião. O papa foi até o diabo e argumentou o que pôde... e nada. Desistiu, voltou e disse: Não sei o que fazer, estamos perdidos, vamos rezar!! Foi quando Lula disse: - Deixe comigo, sou a nossa última chance, vou tentar, e lá foi ele falar com o diabo. Trocaram duas palavras, e o diabo parou de serrar a asa do avião E sumiu. Espantados, Obama e o papa perguntaram: O que você disse a ele ? E o Lula respondeu: - “Cumpanheiro, se eu morrer, vou fundar o PT no Inferno...”

recebido via e-mail.