quinta-feira, 30 de julho de 2009

A estratégia da contrainformação



O Texto é e-nor-me,mas vale a pena lê-lo,do começo ao fim.

O Dr. Josef Goebbels era ministro da propaganda do Reich Alemão (para quem não entende a legenda em inglês da foto). Sua atuação durante o governo de Hitler ficou célebre por personificar a essência do poder da informação e mostrar ao mundo o enorme potencial que ela possui.

Ao convencer os alemães de que seguir Hitler era a sua única opção e o melhor a ser feito, Goebbels conseguiu inseminar na mente do povo alemão o ódio aos judeus e esconder, deste mesmo povo e de muitos países aliados, os horrores dos campos de extermínio. Antes de tudo começar, convenceu todas as nações européias que Hitler jamais declararia uma guerra em grande escala na Europa. Goebbels mostrou que os meios de comunicação, quando controlados pelo poder do Estado de forma ampla e sistemática, podem servir a qualquer objetivo e terem o poder para subjugar mentes e corações onde quer que se deseje.

Sua citação, no início desse artigo, demonstra muito bem como agem os políticos e alguns governos quando têm um objetivo a alcançar. Lançam mentiras nos meios de comunicação de forma insistente e constante. Alguns governos e políticos elevam esse trabalho a um verdadeiro “estado da arte” e fazem da propaganda a verdadeira responsável por suas vitórias numa; seja numa guerra ou em qualquer crise.

Hoje as guerras são diferentes. O inimigo está oculto numa nuvem que o esconde e protege. Mas, em nosso país, travamos uma guerra às claras pela moralização de nossa política e combatemos nas trincheiras da informação como soldados num campo de batalha. Os dois lados usam as armas que dispõem. Uns com mais recursos e outros com quase nada.

Os soldados que lutam pelo lado do bem somos você, caro leitor, e nós os blogueiros, comentaristas e meios de comunicação que querem um Brasil mais transparente e menos corrupto. Assim como todos os outros que levantam suas vozes contra a roubalheira e a maldita tradição de se tratar a coisa pública como propriedade particular que se estabeleceu em nosso país, desde há muito tempo.

Cada site, cada blog, cada leitor e cada comentário é uma peça na engrenagem que luta para derrubar os velhos e carcomidos coronéis e as poderosas e obesas oligarquias familiares. A ética, a moralidade pública e a transparência são nossos alvos e nossos objetivos; os teclados e computadores, nossas metralhadoras e canhões; as palavras e sua atenção, nossa munição.

Mas, o outro lado também combate. O outro lado quer te convencer a não votar, a votar em branco ou a continuar pensando que política é algo reservado apenas para os sujos, os picaretas e os espertalhões. O outro lado quer que você continue pensando que a política é uma coisa chata e sem importância; quer que você escute a voz sedutora da alienação e do descaso; quer que você se venda por uma dentadura, uma camiseta, um par de chinelos ou um favor qualquer.

O outro lado quer que você não pense.E agora; o outro lado aponta seus canhões, e dispara contra nós, as mesmas munições no mesmo campo de batalha em que lutamos. Depois de identificarem nossa forma de lutar e de aprenderem conosco, eles usam as técnicas desenvolvidas por Goebbels para a Alemanha Nazista e usam seus recursos ilimitados para contratar jornalistas que se vendem por qualquer dois tostões (mesmo com diploma) e usam a palavra para tentar calar as vozes que se levantam e eliminar os inimigos que lutam com o poder da palavra.

José Sarney montou uma unidade de jornalistas para varrer e monitorar a Internet em busca de sites, blogs, comunidades do Orkut, twitter e todo tipo de endereço eletrônico que dispare contra ele.

Numa estrutura de “primeiro mundo” (obviamente montada com nossos impostos) situada num shopping center do Lago Norte (Brasília), quinze jornalistas usam falsas identidades para comentar em sites, blogs, Twitter, etc… com comentários a favor de Sarney e com informações tendenciosas ou divergentes para causar confusão e desinformação nos leitores. Provocando esses veículos e questionando a sua isenção; lançando dúvidas sobre a lisura dos articulistas. Os nomes usados são os mais comuns possíveis e o objetivo claro é lançar a confusão e desconfiança em relação aos blogs e sites que publiquem material contra Sarney e sua família.

No Orkut a comunidade Guarnicê Maranhão será o quartel general desse pessoal. O slogan da comunidade é: “Aqui se encontram aqueles que amam o Maranhão”. No Twitter foi criado o perfil Guarnice-ma; mas o vazamento de sua verdadeira identidade parece ter levado ao cancelamento do perfil e a abertura deste: Sujeira do Senado (pelo menos os caras foram sinceros) e deste: Fica Sarney.

O monitoramento está sendo mais intenso nos meios de comunicação do Amapá e do Maranhão. Rádios, jornais, canais de televisão, revistas, sites e blogs são acompanhados de perto e analisados cuidadosamente a cada publicação. E tudo indica que essa estrutura será aumentada com o fim do recesso.

O combate será travado de forma encarniçada e ferrenha por todas as forças envolvidas. Cabe agora a você, caro leitor, não se deixar seduzir e confundir pelas manobras de contrainformação e mentiras que serão lançadas por “comentaristas” e “defensores” pagos com o dinheiro de nossos próprios impostos. Cabe a você divulgar a informação correta e a importância que a participação política tem para cada um de nós e para toda a nossa nação. Cabe a você fazer a sua parte e ajudar na derrota desse grande inimigo que quer apenas continuar sugando nossos recursos para regurgitar privilégios aos seus aliados e dependentes. Cabe a você impedir que eles estejam de volta nas próximas eleições. Cabe a você se interessar pelo seu próprio destino.

E isso; é uma verdade imutável.

Pense nisso.

http://www.visaopanoramica.com/2009/07/30/goebbels-sarney-e-as-verdades-imutveis/

Vão ter um trabalho enorme para salvar a imagem já tão desgastada de Sarney.Achei uma coisa bem maquiavélica,mas esperar o que desse?

6 comentários:

WORF NETO disse...

OFF-TOPIC:
Tem um Prêmio para você no meu Blog!
Beijinhos....
Worf

http://resistenciaeliberdade.blogs.sapo.pt/314971.html

Kozel® disse...

O artigo é ótimo,mas a charge acima dele é hors concours,de longe,a melhor que vi até hoje!

MOMENTOBRASILCOM.COM disse...

FLAVINHA: ...e p/falar em expulsão,comentastes no MomentoBrasil q n/ aguenta mais! estás cansada do país. VC aos 28 anos querendo abandonar o "barco verde e amarelo. FAZ ISSO NÃO! Somos brasileiros c/muito orgulho! O Brasil é grende e lindo.Se fores embora,aí n/ poderemos nos conhecer. Bjs. Roy Lacerda.

flávia disse...

Worf,
Estou agradecida com o prêmio,como sou uma ignorante no assunto,não sei onde pego...
beijinhos,

flávia disse...

Kozel,
o mestre que fez essa charge genial é o AROEIRA do RIO DE JANEIRO.

flávia disse...

Roy Lacerda,
Já morei nos EUA,e por acaso,uma grande amiga minha está de férias aqui,estou muito,mas muito seduzida em ir morar em Miami,onde está está terminando a faculdade.Sou brasileira,amo esta terra,mas estou cansada em dar murro em ponta de faca.Quem sabe não abro uma grife lá de biquínis com a nossa aerodinâmica?É um mercado que vem crescendo a cada pôr-do-sol.Afinal,de tanga,nós entendemos,vem desde os índios.
beijos,