sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Fissuração por bolsas


Bulgari Doppio Tondo bag



A bolsa é a síntese do estilo feminino e do humor de cada dia. São democráticas,se a mulher não puder comprá-la em couro, comprará em tecido, ou até plástico.


Mulheres amam bolsas e não há como negar, são fundamentais.Sem elas,eu me sinto...nua. Elas são companheiras fiéis, estão sempre do meu lado.Esse é um amor antigo que começou na Idade Média e segue até hoje.
Na Idade Média, a bolsa simbolizava a avareza.

As bolsas eram pequenas e guardavam rendas, materiais de costura, remédios, leques, tabaco, chaves e escova de cabelo. Algumas eram feitas principalmente para que se colocassem livros de oração. Os homens, principalmente os do Clero, também desfilavam com as suas, que eram maiores e serviam para armazenar documentos importantes.

Faz sentido: o guardar coisas, escondendo-as dos olhos alheios, é bem característico da avareza.Na vida moderna, queremos sempre bolsas maiores,e elas hoje representam status,glamour,elegância e estilo.


Antigamente, as saias que as mulheres usavam já vinham com uma espécie de bolso embutido e, assim, elas guardavam tudo na própria roupa.

Depois das Revoluções Francesa e Americana é que os bolsos foram suprimidos das roupas. A moda tornou-se mais simples e valorizava o corpo da mulher. Sem bolsos, as bolsas caíram no gosto feminino. No começo, meio tímidas, não passavam de saquinhos presos por cordas de seda nas saias.


No século XVI, a procura foi tanta que começaram a surgir inúmeras confecções especializadas em toda a Europa. No século seguinte, foi criada uma espécie de mini bolsa, chamada de bolso de livro para guardar o dinheiro. Mais ousadas, as mulheres passaram a levar em suas bolsas outros objetos, além dos convencionais espelhos, sais de cheiro.

No final do século XIX, a moda era as pequenas e delicadas bolsas usadas na cintura, chamadas "chatelaines", popularizadas pela princesa Alexandra, da Dinamarca. O couro de jacaré estava em alta.Com a industrialização, o mundo se viu rodeado de bolsas dos mais variados modelos feitas de diversos materiais e com preços diferentes para agradar aos diversos estilos. Peles de animais como bezerro, foca, leão marinho, lagarto e crocodilo eram as mais usadas na fabricação das bolsas(urgh!!!).

No século XX, a bolsa assumiu de vez o posto de acessório fundamental no vestuário feminino.

A partir dos anos 20, o acessório já estava definitivamente incorporado ao look das mulheres. Surgia a bolsas femininas carteira, símbolo de elegância que pode ser visto até hoje, em eventos sociais. A bolsas femininas tipo carteira surgiu num momento em que a mulher já estava livre dos espartilhos e tinha mais mobilidade.

Nos anos 40 e 50, uma época de sofisticação, surgiu as bolsas femininas envelope e baú, com estampas de animais , como cobra e crocodilo .

Nos anos 60, com a onda hippie, houve uma retomada das técnicas artesanais, como crochê, tricô e patchwork. Bambu e acrílico também começam a ser utilizados para confeccionar bolsas femininas. Nessa época explode o uso de estampas geométricas, tudo era inspirado na pop art.


Nunca temos uma bolsa que realmente acomode tudo aquilo de que precisamos. É impressionante o nosso desejo por bolsas cada vez maiores.Tenho umas 20 bolsas,não dou,não troco,não empresto.

As bolsas duram uma vida e mantêm sempre uma forma perfeita, para a noite ou simplesmente para trabalhar. Algumas bolsas femininas podem ser passadas de geração para geração, como forma de herança.

Bolsas de mulher não sai de moda,fica vintage,não tem aquele negócio de não entrar mais,ou sobrar tecido(como em roupas).Bem cuidada é quase eterna.

Nela tem de tudo e mais um pouco. Eu carrego tanta coisa dentro dela que, às vezes, tenho dificuldade para encontrar o que estou procurando.Demoro um tempão.

E os homens têm a maior curiosidade de fuçar a bolsa das mulheres.As bolsas femininas são a base móvel dos suprimentos, pronta para atender as necessidades. Essas necessidades podem escapar ao poder de imaginação de qualquer homem. A bolsas femininas de uma mulher é um calabouço misterioso.Há uma aura de tabu ao redor de uma bolsa feminina fechada.


É praticamente uma casa ambulante.Dentro da minha:iPod,carteira,porta moedas,agenda, óculos,guarda-chuva,necessaire,escova de cabelo,brinco,perfume,pinça de sobrancelha,bloco de anotações,2 canetas,lenços de papel,lixa de unha,presilhas,elástico,piranha(para domar os meus cabelos quando precisar),
chaves,protetor solar,remédios, vitaminas,colírio,chocolate,chicletes(alguns bem amassados),hidratante,álcool gel,escova e pasta de dentes,fio dental,livro,carregador de celular, celular,calculadora,santinhos,e água.
Acho que até dá para fazer uma bomba atômica com os itens.
O que uma mulher põe na sua bolsa é muito importante para ela, e faz com que se torne um objeto completamente pessoal, porque contém um segredo, e esse segredo sá uma sensação de poder.
Acho que é por isso que estou louca pela Bulgari Doppio Tondo bag.

Fonte:Net e
http://www2.uol.com.br/modabrasil/leitura/bolsas/index.htm
http://www.portogente.com.br/texto.php?cod=4042
http://www.portogente.com.br/texto.php?cod=4056

17 comentários:

Bel Sant anna disse...

eu vi que na sua bolsa está o livro da Glorinha Kalil!Eu tenho esse livro tb e quando estava lendo, ele vivia na minha bolsa!A minha sempre tem bastante coisa por isso são bem grandes mas gosto de bolsas pequenas tb porque, at night, elas são a melhor opção!

louboutingirl.wordpress.com

Cachorro Louco disse...

Flavinha : a bolsa ideal ainda não existe porque ela tem de ser menor que um livro e caber coisas como uma pirãmide egípcia .Beijos

(¯`·._.·[***Celina***]·._.·´¯) disse...

Tbm amo bolsas e sempre quero mais, não posso nem passar perto de uma vitrine de bolsas que fico enlouquecida, só que não me apego em todas não, dou várias delas pra minhas irmãs e sobrinhas, fico sempre com poucas, acho que é pra ter a desculpa que não tenho bolsa e preciso comprar rsrsr
Bjobjo

Frodo Balseiro disse...

Flavinha, não tem não!
Queremos você no Twitter...
beijinhos
@Frodobal

Batom e poesias disse...

Adorei seu bom bom humor no texto, além do assunto "pra lá de importante", pelo menos para nós mulheres.
Bolsas... Tenho tantas mas ainda não achei a ideal,aquela que não me faça não passar vergonha, sem ter que tirar tudo para encontrar alguma coisa...rss
Obrigada pela visita no "batom".
Bjs
Rossana

thecatwears disse...

uhn a minha tb é meio q um trailler pra mim
acho q a bolsa em si e seus componentes foram de adaptando ao papel da mulher na sociedade. pois hj uma mulher trabalha, estuda, leva os filhos pra escola, cuida do marido, então ela muitas vezes fica o dia todo fora, então temos mesmo q estar sempre bem munidas...hehe

dorei seu blog

;*

Belle disse...

kkkkkkkkkkk como sempre dizem, bolsa de mulher é um território proibido p/ os homens!!!
Tenho que confessar que n sou mto fã de bolsas, mas outros acessórios como roupas e braceletes.. afe maria, isso sou loucaaaaaaaaa...
Bjos

Eneida disse...

Vim conhecer o blog e adorei!
Também amo bolsas!
E os desenhos são maravilhosos!
E agora eles ainda estãoinovando nas cores, o que adoro!
Beijo!

Carlos, um jeito tabajara de ver a vida disse...

Esses assuntos eu nao sei comentar. Porem, passei para deixar um abração!!!!!

beijoca!!!!

Andréia Santana disse...

Não da para viver sem uma bolsa, né mesmo!? Adorei a postagem!!!

Quero te convidar a conhecer meu espaço na web; é um blog que fala de tudo um pouco do nosso universo feminino, principalmente moda que é a área em que eu trabalho.... ficarei muito feliz em receber sua visita, e se GOSTAR de meu blog, gostaria muito em tê-la como seguidora, e também me tornarei seguidora daqui. Aguardo pela sua visita... meu blog é atualizado sempre aos domingos. Bjks

MARIINHA disse...

Olá Flávia,
Vi que passou a seguidora de "Uma Mansarda em Lisboa". Agradeço.
Não conhecia o seu blogue, mas vou passar a vir até aqui.
Um beijo desde Lisboa

O Profeta disse...

Troquei as voltas a um Golfinho feliz
Afagei a cria de uma Baleia azul
Confundi uma nuvem com ilha encantada
Perdi-me na rota entre o Norte e o Sul

Aprisionei o olhar de uma gaivota
Enchi a alma com penas de imensa leveza
Enchi o coração de doce maresia
Adormeci nos braços da incerteza

Vem viajar comigo no meu barco de papel


Bom domingo

Doce beijo

Eláiza disse...

q post legal!!!

adorei seu blog e já virei seguidora!

beijinhos

e espero te ver sempre lá no meu tbm... :)


www.elacadadiamelhor.blogspot.com

Amanda Ferreira disse...

Oi querida! Adorei sua visitinha! Tbm virei sua seguidora!!Bjossssss.
http://brechoutcloset.blogspot.com

Rafaela Fajardo disse...

Oi,Flávia!Obrigada pela visita ao meu blog!!Adorei o seu e virei seguidora!!
Sobre as bolsas...ah bolsas (*suspiros*)
Eu simplesmente amo!!!Mas pra mim tem que bem grandona pra caber todas as minhas bujingangas !!!kkkkk
Mil beijos

Chica Pequena disse...

Obrigada por me seguir, tenha uma boa semana. Beijos. Claudia.

Anna disse...

Eu adoro bolsas,grandes, pequenas e medias.
Prefiro as médias pela minha altura.
Tenho fotos de cada uma, coloquei no computador para facilitar a escolha na hora da roupa.
Beijos