quarta-feira, 1 de julho de 2009

Não ao Chavismo dizem os Hondurenhos



Os hondurenhos disseram sim a paz,a democracia,a Constituição,e ao novo governo.Vestidos de branco, carregando faixas com frases como "Paz e democracia, e Fora Chávez e Mel", deram o seu apoio ao presidente Roberto Micheletti Bain, o seu gabinete e o comandante em chefe das Forças Armadas general Romeo Vásquez Velásquez .
Infelizmente ainda existem ditadores demagogos na América Latina que utilizam a democracia como argumento para se perpetuar no poder. Em Honduras não.

10 comentários:

Carlos, um jeito tabajara de ver a vida disse...

das coisa mais perniciosas que aconteceu na America Latina, foi este esquerdismo infantil, que tomou conta de Venezuela, Bolivia, Brasil, e outros. Esse Chavismo idiota, se alastrou entre nós. Todo cuidado é pouco. verdadeiras quadrilhas de bandidos estao governando estes paises, entre outros o nosso.

Abraçooooo

flávia disse...

Carlos,
É verdade,mas eles podem tirar o cavalinho da chuva.Governo de esquerda a la Cuba,nem pensar...

PoPa disse...

É bom ver que nem todos os países estão vassalando Chávez. Praticamente o mais pobre da AL está dizendo que não quer o tal socialismo bolivariano. Seria o mais interessado em tal projeto, pela extrema dependência que tem da ajuda internacional.

Até por isso, acho que Zelaya voltará para terminar seu mandato. Com um regramento muito grande, mas voltará. De qualquer maneira, pelo menos Honduras estará a salvo do chavismo.

zefirosblog disse...

As esquerdas não concebem que as massas possam estar em qualquer posição que não ao lado dessas mesmas esquerdas. Alguns deles crêem realmente que representam e lutam por aquela coisa abstrata chamada “povo”. Devem ficar assustados quando esse povo faz oposição a eles nas ruas.

paschoal disse...

Flavia amiga, ainda que el chalaya vuelva. seu poder estará diminuido felizmente!

Marcos Pontes disse...

E esquerdóides defendendo mais esse projeto de déspota. Não contava com a honra de seus generais.

flávia disse...

Popa, Eu acho que como Honduras depende economicamente dos Eua,Zelaya volta,mas sem plebiscito para essa jogada política de reeleição por tempo indeterminado.,abraço

flávia disse...

Zefiro,essa tentativa de outra ditadura comunista beira a insanidade.abraços,

flávia disse...

Paschoal,amigo,o Chavismo perdeu um round em Honduras.abraços,

flávia disse...

Marcos Pontes,você tocou num ponto nevrálgico ,como a deposição foi feita por militares ,independente do apoio do Congresso,e da Constituicao,do povo,da Suprema Corte,vem essa história de golpe.abraço,